ANO: 25 | Nº: 6335
08/04/2017 Cidade

Lojistas apostam em novidades para garantir vendas de Páscoa

Foto: Tiago Rolim de Moura

Ideia é atrair os clientes com promoções e mascotes do coelho
Ideia é atrair os clientes com promoções e mascotes do coelho

Faltando uma semana para a Páscoa, o comércio de Bagé aposta em promoções e novidades para atrair clientes. Gôndolas de ovos de chocolate e mascotes do coelho da Páscoa são utilizados para garantir as vendas.

O empresário Nimer Yusuf acredita que as vendas de produtos para fazer o chocolate em casa, como formas, barras e recheios irão superar o ano passado em 30%. “Temos também ovos prontos, porém, diminuímos muito o tamanho das gôndolas e preferimos investir em barras de chocolate, são mais em conta para o cliente, pois um quilo da barra rende cinco ovos de Páscoa”, afirma.

Yusuf acredita que, neste ano, será melhor, pois, em 2016, a Páscoa foi no final do mês de março e muitas pessoas não haviam recebido salário. “Depois do dia 10 é sempre melhor para o comércio”, diz.

A proprietária de uma franquia de loja de chocolate, Margarete Lo Iacono Provenzano, espera 5% de crescimento em comparação a 2016. “Sempre trazemos muitas novidades, todos os anos, além disso, nossos preços estão bastante competitivos”, garante. Margarete percebeu que os clientes estão se antecipando bastante nos presentes de Páscoa.

Os coelhos de pelúcia também são opções. De acordo com a gerente de uma loja de brinquedos, Rita de Cáscia de Oliveira, a criança gosta de ganhar chocolate, porém o brinquedo é sempre bem-vindo também. “Entre os produtos que mais saem nessa época estão, coelhos de pelúcia, pantufas e cestas de Páscoa”, relata.

Agas projeta recuo de 12% nas vendas

A Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) projeta queda de 12% nas vendas de ovos de chocolate. Conforme o gerente de marketing de um supermercado de Bagé, Selmo Dias, a linha de bombons e barras de chocolate tende a crescer as vendas, ao contrário dos ovos conforme a Agas. “Mas estamos apostando bastante nos ovos também, compramos um número bem elevado neste ano”, conta.

O gerente geral de Operações de uma rede de supermercados, Aloísio Albano, prevê um recuo nas compras de ovo de páscoa, porém dos outros produtos como as barras e caixas de bombons a tendência é crescer. “Os ovos são produtos específicos da data, então tinha muita sobra. A produção diminuiu bastante e neste ano vamos apostar nos outros tipos de chocolates”, destaca.

Segundo ele, o momento econômico permanece difícil. O gerente define os dois primeiros meses de 2017 como os piores para vendas. “Março já foi um pouco melhor e a expectativa é que a Páscoa seja melhor ainda”, frisa. 

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...