ANO: 25 | Nº: 6260

Divaldo Lara

divaldolara@gmail.com
Prefeito de Bagé
10/04/2017 Divaldo Lara (Opinião)

100 dias

Hoje completamos 100 dias à frente da Prefeitura. E cada um desses dias, as pessoas que vivem em Bagé podem ter certeza, foram de total dedicação, esforço e vontade de fazer a população retomar a confiança em sua cidade. Trabalhamos muito, principalmente dando atenção às prioridades. Entre essas:

- As condições de tráfego para as ruas da cidade, com patrolamento e asfalto, e a retomada das obras de infraestrutura como o anel rodoviário e a avenida Itália.

- No interior do município, melhoramos em muito as estradas de produção, que estavam em situação bastante precária. Para isso, locamos R$ 1,8 milhão em maquinário, de forma emergencial. E fizemos em respeito à produção primária, ao homem do campo e a Bagé.  Porque o governo anterior nos deixou um depósito de sucata para trabalhar.

- Tornamos os postos de saúde mais eficientes e criamos centros de referências para atender todos os bairros com exames e especialistas, serão cinco no total. Aliás, na saúde, as inovações são muitas. Inauguramos um Centro Especializado em Fisioterapia, levamos eletrocardiogramas para os postos, revitalizamos os ESFs e retomamos o Núcleo de Apoio à Saúde da Família, além de outras conquistas, como a abertura do Hospital Universitário (HU), que não corre mais o risco de fechar. No HU, está funcionando o decantado tomógrafo, que muitos duvidavam que acontecesse. O hospital tem, agora, 39 leitos do SUS e uma parceria sólida da prefeitura com a Universidade da Região da Campanha (Urcamp).

Este é um governo de ações, de planejamento e de respeito às pessoas.

Apresentamos mudanças significativas em todas as áreas, em postura política e ação concreta. Assim tem sido na gestão,  Educação, Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Assistência Social, Daeb que, agora, verdadeira e efetivamente, trata dos esgotos.

Depois de 16 anos de um modelo de governo, em janeiro, a cidade ganhou um novo olhar administrativo, uma ampla visão da comunidade em seus múltiplos aspectos.

Chegamos à prefeitura com o firme propósito de acertar. Mas sabemos ser necessário mudar a cultura de governo, o modus operandi do Executivo, mudar a forma de proceder e pensar Bagé como uma engrenagem em harmonia, abrangendo todos os segmentos. As forças vivas da comunidade têm de compreender o município em movimento, sempre, como uma máquina que não pode parar. Somente assim transformaremos Bagé em uma cidade desenvolvida.  

Na próxima semana, abordaremos um pouco mais sobre esses primeiros três meses, ações e projetos. 

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...