ANO: 26 | Nº: 9492
13/04/2017 Cidade

Beneficiários do Residencial São Sebastião cobram entrega das unidades

Foto: Antônio Rocha

Futuros moradores realizam mobilização em frente à construção
Futuros moradores realizam mobilização em frente à construção

Um grupo de beneficiários do Residencial São Sebastião realizou uma mobilização em frente ao prédio na noite desta terça-feira. O grupo, de cerca de 30 pessoas, está cobrando agilidade por parte da prefeitura na entrega dos apartamentos, que depende da colocação da camada de asfalto.

Um dos contemplados, Silvano Machado Jardim, conta que a entrega dos apartamentos foi prometida, inicialmente, para o começo do ano letivo. Após, o prazo foi postergado para o dia 10 de abril, mas não se concretizou. Morador do Prado Velho, Jardim comenta que muitos beneficiários matricularam os filhos nas escolas próximas, e devido a distância não estão conseguindo trazer os filhos para as aulas.

O beneficiário relata que houve tratativas para que a prefeitura colocasse uma Van escolar para buscar as crianças diretamente nos bairros, enquanto não fosse entregue o residencial. "Isso também não foi adiante", enfatiza.

Os futuro morador conta que vai diariamente até a entrada do residencial e realiza filmagens sobre o andamento da obra. Segundo ele, há cerca de uma semana, a máquina de asfalto está parada. "Queremos que os apartamentos sejam entregues. Alguns beneficiários já rescindiram os contratos de aluguel e não têm onde colocarem os móveis", desabafa.

Sem prazo definido

De acordo com a coordenadoria de Comunicação Social e Memória da prefeitura, a obra de acesso ao residencial deve ser finalizada na próxima semana. A assessoria ainda informou que o trecho está pronto para para receber o asfalto, porém, devido à chuva do início da semana, é necessário aguardar para colocar o material. O asfaltamento de acesso aos prédios é uma exigência do Banco do Brasil para a entrega aos moradores.

Conforme o assessor da Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação e Direitos Humanos, Sandro Padilha, a pasta entende a situação dos moradores, mas, segundo ele, é necessário que sejam cumpridas todas as etapas técnicas para a liberação. "Após a conclusão do asfalto, os técnicos do banco farão uma vistoria para certificar se está conforme as normas e depois será entregue a documentação de propriedade. Não temos prazo para que isso aconteça", disse. 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...