ANO: 254 | Nº: 6355
14/04/2017 Caderno Ellas

O poder da gentileza

O poder da gentileza

Maria Yaguna
Bioterapeuta

Dados alarmantes nos contam que até 2020 a depressão será a doença que mais vai ser a causa de improdutividade nas pessoas, depois dos problemas cardiovasculares.

Acordamos pela manhã e geralmente nossos primeiros pensamentos já são de algo que está para acontecer, seja um compromisso, um problema a ser resolvido, acordamos ansiosos. Passamos o dia com a percepção fragmentada esperando o próximo passo: atravessar a rua com cuidado, medo de assaltos, trânsito caótico mesmo em uma cidade pequena como a nossa, chegar à casa, chegar na sexta-feira, chegar!

Então entra a gentileza, que nada tem a ver com sermos bobos ou dizermos sim a tudo, pois ser gentil é simplesmente manifestar nosso afeto, a conhecidos e desconhecidos. Então podes perguntar o que vais ganhar com isso. Se, por um lado vais trazer a ti mesmo sentimentos bons, liberar substâncias que vão te fazer sentir melhor, por outro lado é certo que gentileza gera gentileza.

Estarás fazendo parte de uma corrente de bem, de educação, de solidariedade nos pequenos atos.

Quando exercitamos a gentileza começamos por tratar os outros como queremos ser tratados, assim, em qualquer outra situação, não vamos aceitar nada menos que isso, contribuindo, inclusive, para o reforço da autoestima e da responsabilidade com nós mesmos, aumentando a capacidade de dizer não ao que nos desagrada.

Ser gentil com os outros gera uma cadeia de sentimentos e situações diárias que permite ao corpo diminuir os níveis de ansiedade e estresse.

Quanto mais gentis somos, mais leve experimentamos viver.

Colocar-se no lugar do outro, ter mais paciência e ouvir, que são atos de gentileza, trazem, para nosso dia a dia, qualidade de convivência, alegria e troca afetiva.

Incluindo doses de gentileza em nossa vida diária é possível mudar a ótica de ver os conflitos, percebendo de forma mais clara as situações e encontrando saídas mais criativas para os problemas.

Seja gentil!!!

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...