ANO: 25 | Nº: 6330
24/04/2017 Segurança

Casos de violência doméstica são registrados ao longo do feriadão

Uma mulher de 41 anos foi agredida pelo marido, um homem de 29 anos, na sexta-feira. Segundo denúncia à Polícia Civil, as agressões iniciaram porque a vítima teria reclamado que o companheiro estava usando cocaína durante o trabalho – como taxista. Ela relatou que sofreu socos e puxões de cabelo e que o acusado bateu sua cabeça contra o painel do carro. Ele ainda teria levado a mulher próximo a Olhos D’água, para que ninguém pudesse interferir em favor da vítima e ameaçou a esposa de morte.

Também na sexta-feira, uma mulher de 28 anos denunciou ter sido agredida pelo ex-namorado, um jogador de futebol. O fato aconteceu durante a madrugada, em uma festa localizada na avenida Santa Tecla. Segundo relato à Polícia Civil, os dois tiveram um relacionamento por três anos e terminaram recentemente. De acordo com a vítima, durante a festa, o acusado bateu em seu rosto. Ao longo do namoro, ela teria sido ameaçada e teve os cabelos arrancados pelo companheiro.

Na madrugada de domingo, por volta das 5h, no bairro Prado Velho, outra mulher foi agredida. A jovem de 25 anos relatou aos policiais que seu companheiro a agrediu com chutes e socos e que tudo teria acontecido na frente do filho do casal, de três anos. Segundo a vítima, esta não é a primeira vez que é agredida pelo marido.

No mesmo dia, uma mulher de 31 anos relatou ter sido agredida a socos e puxões de cabelo pelo ex-companheiro, um homem de 54 anos. A vítima contou que o agressor não aceita a separação e a ameaçou de morte. Segundo registro na polícia, ela também teria sofrido violência doméstica quando estava grávida.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...