ANO: 25 | Nº: 6307
26/04/2017 Cidade

Corede aprova Planejamento Estratégico

Foto: Claudenir Munhoz

Reitora Lia Quintana descreveu emprego dos recursos
Reitora Lia Quintana descreveu emprego dos recursos

O Conselho Regional de Desenvolvimento da Campanha (Corede Campanha) realizou, ontem, no salão de atos da Universidade da Região da Campanha (Urcamp), uma assembleia para aprovar o Planejamento Estratégico elaborado por uma equipe técnica formada por professores e alunos da Consultoria Júnior. O planejamento traça diretrizes, gestões e projetos que serão desenvolvidos ao longo dos anos na região.

A reitora da Urcamp e presidente do Corede, Lia Quintana, realizou a abertura da assembleia e destacou que todos os projetos da Consulta Popular 2016/2017 foram aprovados, elencando como ocorreu a divisão dos recursos, principalmente na área da saúde. Em relação ao Planejamento Estratégico, a reitora reiterou que ele foi construído dentro de suas etapas e cronograma estipulado durante os fóruns. "Nós não vamos conseguir desenvolver a região somente com a Consulta Popular", comentou Lia Quintana, ao enfatizar que os projetos poderão ser desenvolvidos com outras linhas de captação de recursos.

Na ocasião, o Planejamento Estratégico foi aprovado pelos representantes e até o final do mês de maio será socializado e divulgado entre instituições, municípios, órgãos e demais segmentos da sociedade. De acordo com a assessora técnica do Corede Campanha, Elisabeth Cristina Drumm, o trabalho iniciou em junho e reuniões de diagnóstico foram realizadas nas cidades da região. "O ano de 2016 foi um ano complicado em questão de pleito eleitoral, mudanças de gestões, entre outras razões", relatou. Drumm disse, ainda, que a elaboração deste trabalho envolvendo sete municípios foi um desafio, mas para os professores e alunos foi muito importante, pois problemas da região elencados nas reuniões poderão ser estudados em sala de aula. "Agora teremos o desafio de governança, trabalhar a gestão e a busca de recursos", acrescentou.

O deputado estadual e membro do Corede Campanha, Luiz Fernando Mainardi (PT), representando a Assembleia Legislativa, esteve presente na assembleia e parabenizou o grupo pela elaboração do planejamento. "Precisávamos disso, e dá para ser atualizado", assinalou.


PLANEJAMENTO – O plano elenca diretrizes partindo de uma visão que prevê, até 2030, o desenvolvimento sustentável da região da Campanha, valorizando as potencialidades regionais, otimizando os processos produtivos e promovendo a qualidade de vida e o fortalecimento das governanças regionais. Além disso, na linha de vocação, o Planejamento Estratégico elenca o sistema produtivo agroalimentar, a prestação de serviços, a mineração, a produção energética, a educação, o patrimônio natural (Bioma Pampa) e histórico-cultural. A partir desses processos, as diretrizes também são traçadas na linha de valores, nas quais estão a cultura fronteiriça, patrimônio (material e imaterial), valorização do pampa, ética e receptividade/hospitalidade de abertura a inovações/adaptações a outras culturas.

CONSULTA POPULAR 2017 – O processo deste ano está programado para acontecer em agosto. Segundo o coordenador da Consulta Popular, Teonas Baumhardt, está sendo discutida a mudança de forma de distribuição de recursos e outras etapas do processo. O representante do Estado afirmou, durante a assembleia, que a Secretaria de Planejamento está defendendo mais recursos para as regiões que estão perdendo população. "Estamos trabalhando em uma política pública para combater a desigualdade regional. Cinquenta ou 60 milhões não são suficientes para combater isso. O primeiro passo é mudar o pensamento de governantes. Sair do discurso e ir para a prática. Mudanças importantes estão sendo desencadeadas e estamos tendo bons resultados", informou.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...