ANO: 25 | Nº: 6307

Norberto Dutra

redacaominuano@gmail.com
Pastor e presidente da Igreja Assembleia de Deus de Bagé Doutor em Divindade
29/04/2017 Norberto Dutra (Opinião)

O dia de amanhã (parte dois)

O nosso artigo da semana anterior nos falava da trajetória do povo escolhido pelo Senhor Deus como o seu “povo peculiar”. Israel estava prestes a atravessar o rio Jordão e desta forma dar início à conquista da terra desejada.

Mas o Jordão corre entre nós e nossas esperanças mais acalentadas, o rio da perplexidade da vida. O terceiro e o quarto capítulos de Josué nos dão uma estratégia para atravessar esse rio. Eles nos falam das promessas de Deus e de como devemos responder a elas; do que Deus nos manda fazer e como fazê-lo, e de como Deus usa a nossa fé e confiança nas suas promessas.

Alguns eruditos afirmam que o fato de Josué pedir ao povo que se “santifique” mostra a raiz da palavra “santificai-vos” que do hebraico significa: “lapidar” ao mesmo tempo o verbo apoia o sentido de que, santificar-se denota a ideia de “estar alegre”.

O hebraico é muito rico e expressa fortemente a ideia de aquilo que, Deus deseja transmitir ao seu povo, por tanto Israel devia de:

  1. Ser lapidado.
  2. Sentir-se alegre pelo fato de o Senhor estar cumprindo a sua promessa.
  3. E desligar-se do passado e do sofrimento que o deserto tinha deixado marcado.

Na realidade das nossas vidas, também devemos de despojar-nos da ideia limitada de nossa mente, pensando que, Deus atua conforme o que imaginamos. Se conseguirmos crer certamente nosso “hoje” poderá estar repleto de alegria antecipada pela certeza da realização do Senhor em nossas vidas.

Deus começa a expor a sua estratégia no convencional para a travessia do Jordão. Esteja preparado, o Senhor usará de métodos que você jamais imaginou para lhe tornar vitorioso. “Tu, pois, ordenarás aos sacerdotes que levam a arca da Aliança, dizendo: Ao chegardes a borda das águas do Jordão, parareis aí.” Josué 3: 8.

O fato dos Sacerdotes esperar na borda do rio era uma prova do Senhor para testar a fé do seu povo. Tinham que pegar a arca que simbolizava a presença do Senhor e esperar. Há meu Deus, este esperar que se torna difícil em nossas vidas, por que esperar?  Eu necessito da vitória de forma urgente, Deus conhece nosso coração Ele deseja nos experimentar para descobrirmos quanto somos inconstantes, para com as suas promessas. Vejamos a estratégia: “porque há de acontecer que, assim que as plantas dos pés dos sacerdotes que levam a arca do Senhor, o Senhorde toda a terra, pousem-nas águas do Jordão, serão elas cortadas, a saber, as que vêm de cima, e se amontoarão.” Josué 3: 13. Calma, Deus está no controle, à vitória virá pelo poder do seu santo nome. Até a próxima semana. Não deixe de nos acompanhar. Bênçãos do Altíssimo para todos. Amém!

 

.

 

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...