ANO: 25 | Nº: 6335
03/05/2017 Cidade

Carteiros farão mutirão para suprir demanda

Foto: Tiago Rolim de Moura

Filas se formaram no setor de encomendas
Filas se formaram no setor de encomendas

A greve dos Correios, em Bagé, encerou na sexta-feira. As atividades foram retomadas ontem, conforme informações do Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos do Rio Grande do Sul (Sintect-RS). A empresa informa que realizou mutirões em diferentes unidades durante o feriado, com o objetivo de minimizar os impactos da paralisação de trabalhadores, iniciada na semana passada.
Apenas no Centro de Tratamento de Cartas de Porto Alegre, mais de 746 mil correspondências passaram pelos processos de triagem durante os plantões de domingo (30 de abril) e segunda-feira (1º de maio). No Centro de Tratamento de Encomendas da capital gaúcha foram trabalhados cerca de 36 mil objetos no mutirão.
De acordo com nota da assessoria de comunicação dos Correios, ainda há empregados em greve em outros estados. Novas ações serão promovidas para agilizar o encaminhamento às unidades de entrega de todo o Rio Grande do Sul, dos objetos vindos de outras localidades, ao longo da semana. Em Bagé, ontem pela manhã, um grande número de pessoas estava na fila para receber correspondências atrasadas.
Conforme o diretor da subsede de Pelotas do Sintect-RS, Henrique Andrade Torales, na segunda-feira, foi realizada uma reunião e a direção dos Correios apresentou uma proposta para encerrar a greve na estatal. De acordo com o sindicalista, a proposição não atendeu às reivindicações da categoria, mas houve o consenso dos trabalhadores em retornar ao trabalho. Torales informa que nesta semana deverão ser realizados mutirões para suprir a demanda.
A greve foi realizada devido à possibilidade de privatização e demissões, o fechamento de agências e o 'desmonte fiscal' da empresa, com diminuição do lucro devido a repasses ao governo e patrocínios. Além disso, os trabalhadores também reivindicavam melhorias nas condições de trabalho, contratação de novos funcionários, segurança nas agências, retorno da entrega diária e o fim da suspensão de férias. Os servidores ainda pedem o retorno do plano de saúde.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...