ANO: 25 | Nº: 6401
16/05/2017 Cidade

Dioceses do Mercosul participam de encontro na Rainha da Fronteira

Foto: Antônio Rocha

Bandeiras e imagens de padroeiros dos países participantes
Bandeiras e imagens de padroeiros dos países participantes

Durante três dias, idiomas de quatros países se misturam em Bagé. A cidade recebe delegações do Estado, Argentina, Uruguai e Paraguai para o 32ª Encontro de Dioceses de Fronteira. É a primeira vez que a Rainha da Fronteira sedia o evento internacional. Uma das primeiras coisas que chama atenção na chegada ao salão principal da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), onde acontece parte do encontro, é uma mesa adornada com as bandeiras e as imagens dos padroeiros dos países do Mercosul.

Foram recepcionados com música, representes de Melo, Salto e Tacuarembó, do Uruguai, Goya, Formosa e Corrientes, da Argentina, e Assunção, do Paraguai, além de participantes de Chapecó, Pelotas, Santo Ângelo, Rio Grande e Uruguaiana.

Os visitantes estrangeiros e brasileiros estão hospedados no Instituto Diocesano São José e em hotéis. Outros foram recebidos em residências de famílias bajeenses. O café da manhã, lanches, almoço e janta acontecem no salão do instituto e as outras atividades na ABBB. Uma das últimas delegações a chegar em Bagé ontem, foi a Diocese de Uruguaiana, quando já escurecia.

A recepção aos visitantes coube ao anfitrião do encontro, o bispo Dom Gílio Felício. Depois foi a vez dos integrantes da equipe de organização fazer as apresentações. Dois vídeos institucionais foram exibidos – um deles relembrou os 31 encontros que já ocorreram e o outro foi para mostrar a cultura e as potencialidades do município de Bagé aos participantes do evento.

A primeira palestra do evento foi com o doutor em Teologia, o frei capuchinho Luiz Carlos Suzin. Considerado um dos expoentes da Teologia da Libertação e palestrante reconhecido pelo mundo. Ele abordou o tema "As características do Bioma Pampa e as iniciativas das igrejas e sociedade na preservação".

À noite, aconteceu a missa de abertura, na Catedral São Sebastião.

Ao MINUANO, Dom Gílio ressaltou que cada encontro desses tem como objetivo discutir um tema, e, que além disso, serve para fortalecer os laços de fraternidade entre as nações e tratar sobre os interesses dos migrantes e imigrantes que moram nesses países. "É um momento forte de espiritualidade, fraternidade e compromisso com as iniciativas de fronteiras", pontuou o prelado.

O tema desta 32ª edição é "Os vizinhos se encontram para refletir e partilhar sobre modelos alternativos de desenvolvimento que garantam o cuidado da Casa Comum para a vida digna dos povos".

Tema do papa Francisco

De acordo com um dos organizadores do evento, o pároco da Catedral de São Sebastião, padre Aiton Gusmão, as dioceses estão debatendo o meio ambiente e projetos alternativos de preservação da natureza.

Dom Gílio disse que o encontro trata do meio ambiente, que é uma temática do papa Francisco muito presente na atualidade.

Visita na região

Hoje pela manhã, os participantes vão para os municípios de Candiota e Hulha Negra, onde irão vivenciar experiências de desenvolvimento sustentável em assentamentos. O retorno para Bagé está marcado para às 14h. Às 16h está prevista outra palestra, com o tema "Modelo de desenvolvimento sustentável", com uma representante de Buenos Aires. Às 17h será realizada uma exposição dos países e às 19h30min a missa será na capela de São José.

Amanhã acontece avaliação e encerramento do encontro, onde será elaborada uma carta mensagem sobre os temas debatidos. A missa de encerramento será às 10h30min, no Santuário de Nossa Senhora Conquistadora. Logo após, haverá um almoço de confraternização.  

Padroeiros

Argentina – Nuestra Señora de Luján

Uruguai – Nuestra Señora de los Treinta y Tres

Paraguai – Nuestra Señora de Caácupe

Brasil – Nossa Senhora Aparecida

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...