ANO: 25 | Nº: 6335
20/05/2017 Cidade

Família restaura cemitério onde está sepultado personagem histórico

Foto: Divulgação

...e depois da restauração do antigo cemitério
...e depois da restauração do antigo cemitério

No final de semana passado, familiares do coronel Galvão José de Souza inauguraram o restauro realizado no cemitério onde jaz o antepassado ilustre. A ideia foi de Lourival Souza que, em 2014, resolveu iniciar à mobilização para resgatar e manter a história da família e, junto, parte da história do próprio País.

Coronel Galvão foi ordenança do Duque de Caxias e lutou na Revolução Farroupilha e Guerra do Paraguai e obteve destaque nas batalhas. E foi em Hulha Negra que descansou após as batalhas e onde foi enterrado, dando origem ao cemitério restaurado pela família. O cemitério está localizado dentro de propriedade privada, na estância Santo Amaro, em Hulha Negra.

Márcio Galvão Medeiros de Souza é tetranetro do Coronel. Foi ele o responsável por organizar a revitalização do espaço após o falecimento de Lourival, idealizador da reforma. Ele conta que a reforma só foi possível através do auxílio dos familiares e amigos, que custearam os R$ 14,5 mil do material e mão-de-obra, após alguns meses de reforma.

Souza conta que durante a revitalização, foram registrados 42 familiares sepultados no local, que guarda parte da história do estado e da família. “Nossa missão foi cumprida, realizados o desejo do meu pai, de restaurar o cemitério”, destacou.

O pesquisador Cássio Lopes, autor do livro “A Rainha da Fronteira: fragmentos da história de Bagé”, detalhou algumas passagens da história do coronel e do cemitério na obra. Ele acompanhou o processo de revitalização e destacou a importância da ação da família. “Nunca vi, em meus anos de pesquisa, uma ação como essa, da família se unir para resgatar a história de um antepassado recuperando o cemitério”, comentou.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...