ANO: 25 | Nº: 6262

Márcia Dilmann Sousa

marciasifa@hotmail.com
26/05/2017 Márcia Dilmann Sousa (Fogo cruzado)

O dia em que o pastor elevou o tom

Foto: Divulgação

Vereador foi solidário com colega
Vereador foi solidário com colega

O comedido presidente da Câmara de Vereadores, Edimar Fagundes (PRB), não poupou palavras para classificar os empresários delatores da JBS, o judiciário em Brasília e os políticos que se deixam corromper.

O foco da manifestação contundente do presidente da Casa foi em solidariedade ao vereador Antenor Teixeira (PP) citado nas planilhas da JBS. Pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, Fagundes comparou os delatores a Judas Iscariotes, que por algumas moedas traiu Jesus. “O senhor (Antenor) tem calos nas mãos, do trabalho, eles (delatores) têm calos de contar dinheiro”, disparou.

O vereador criticou o fato de os empresários delatores terem permanecidos soltos e com direito a morar nos Estados Unidos . “Crápulas, bando de corruptos canalhas, que estão desfrutando férias em Miami”, bradou o vereador.

Em relação aos  políticos implicados na Lava Jato, Fagundes usou o mesmo tom. “ Políticos ordinários, maus caráter que não pensam na população”, sentenciou.

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...