ANO: 25 | Nº: 6381
26/05/2017 Cidade

Procissão de Nossa Senhora Auxiliadora com toque ecumênico

Foto: Antônio Rocha

Uma das novidades deste ano foi a presença de coroinhas no cortejo
Uma das novidades deste ano foi a presença de coroinhas no cortejo

A busca da unidade e o respeito pela diversidade das igrejas, foi um marco durante a procissão de Nossa Senhora Auxiliadora nesta quarta-feira.

Num gesto de respeito e comunhão, os sinos da Igreja Anglicana do Brasil (Paróquia do Crucificado), na avenida Marechal Floriano, saudaram a passagem dos católicos com a imagem da copadroeira de Bagé.

O momento de emoção, em frente ao templo anglicano, foi com cantos e a oração da Ave Maria em agradecimento pela homenagem.

A saída da imagem da santa da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora foi por volta das 18h20, logo depois da missa solene, presidida pelo bispo Dom Gílio Felício e concelebrada por outros sacerdotes.

Os sinos da paróquia dobraram para homenagear a copadroeira, assim como as velas nas janelas e dos fiéis iluminaram a procissão.

Em frente ao prédio da 13ª Coordenadoria Regional de Educação, o cortejo foi  recebido com música entoada por um coral. Na beira da calçada, uma mesa ornamentada com flores, terço, velas e a Bíblia.

Aos acordes do violino

Uns  passos mais adiante, sacerdotes e fiéis foram agraciados com o hino de Nossa Senhora Auxiliadora ao som de um violino no prédio do Instituto Municipal de Belas Artes (Imba).

Mais uns passos e o canto da Ave Maria ecoou na voz da professora Elizabeth Infatini; desta vez, na porta principal da Casa de Cultura Pedro Wayne.

A caminhada encerrou em frente da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, com a bênção de Dom Gílio Felício.

 

 

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...