ANO: 25 | Nº: 6258
30/05/2017 Segurança

Candiota não conta mais com atendimento operacional do Corpo de Bombeiros

Foto: Divulgação

Incêndio ocorrido na semana passada consumiu uma residência em Dario Lassance
Incêndio ocorrido na semana passada consumiu uma residência em Dario Lassance

O Corpo de Bombeiros de Candiota foi totalmente desativado. Uma situação que se arrasta desde 2014 fez com que a unidade, que funcionava desde 2006, fechasse. Conforme o titular do 10º Comando Regional de Bombeiros, com sede em Santana do Livramento, major Max Meinke, um convênio firmado entre a prefeitura e o governo do Estado, previa a cedência do prédio e motoristas para a guarnição, mas as cláusulas foram descumpridas.

O comandante informa que está no local apenas um servidor que trabalha em horário comercial, em projetos e auxílio na elaboração do Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI). "Foi recolhido o efetivo e a viatura desde janeiro deste ano, e não há mais atendimento. Agora estamos transferindo o número de emergência 193 para Bagé e será deslocado da Rainha da Fronteira o socorro para Candiota, no caso de atendimentos de urgência", explica.

Uma situação ocorrida na semana passada, quando uma residência foi completamente consumida por um incêndio na rua João Magalhães Filho, em Dario Lassance, desencadeou o questionamento aos bombeiros.

A população tentou contato com o Corpo de Bombeiros daquele município, mas ninguém atendeu. A reportagem do MINUANO também procurou os bombeiros nos dois dias seguintes, mas não obteve retorno.

Os moradores relataram que três caminhões-pipa de duas empresas, além de voluntários, contiveram as chamas, mas não conseguiram salvar nada. "Infelizmente ainda não estamos com o telefone 193 tocando em Bagé, e como há uma distância entre os municípios, essas situações poderão acontecer", justifica o comandante. 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...