ANO: 24 | Nº: 6108
09/06/2017 Segurança

Detran/RS divulga dados de acidentes envolvendo crianças e adolescentes

 

Foi divulgado, ontem, um levantamento realizado pelo Detran/RS, feito num período de 10 anos, de 2007 a 2016, sobre acidentes envolvendo crianças e adolescentes. As estatísticas apresentadas trazem algumas informações surpreendentes. Por exemplo, crianças e adolescentes morreram dirigindo carros (33) ou pilotando motos (183), demonstrando negligência dos adultos responsáveis pelos veículos, por permitirem que eles assumissem a direção ou por deixarem as chaves em local acessível.

No mesmo período, morreram, no Estado, 5.134 condutores e 4.680 motociclistas de todas as faixas etárias. Sete crianças também perderam a vida na condição de carroceiros, em um universo de 58 vítimas fatais.

Esses números, porém, não se comparam aos de crianças e adolescentes mortos como passageiros de carros ou em carona de motos. De 3.356 vítimas fatais como passageiros, 557 tinham menos de 18 anos – ou mais de 16%. Entre os 1.302 ciclistas mortos no período, 141 eram menores de 18 anos.

Falando em termos de números absolutos, a realidade parece ainda mais próxima. Perdemos 55 bebês, com menos de um ano, neste período de 10 anos; 35 ciclistas com 10 anos ou menos; 181 crianças menores de 10 anos, como pedestres, em ruas e estradas; e 233, como passageiros, em carros ou motocicletas.

“Procuramos colaborar para evitar acidentes de modo geral, mas algumas das ações do Detran/RS são mais focadas no público infantil. Um exemplo é o curso de educação para pedestres para professores do Ensino Fundamental, 20 horas aulas na modalidade EAD, que busca subsidiar pedagogicamente os professores para orientarem o público escolar”, explica Adriana Reston, coordenadora de Tecnologia e Ensino a Distância do Detran/RS.

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...