ANO: 25 | Nº: 6401
10/06/2017 Cidade

Atividades práticas marcam a semana acadêmica do Centro da Educação

Foto: Claudenir Munhoz

Dança e movimento foram algumas das ações
Dança e movimento foram algumas das ações

 

O Centro de Ciências da Educação, Humanidades e Arte (CCEHA), da Universidade da Região da Campanha (Urcamp), realizou, entre os dias 5 e 9 de junho, as semanas acadêmicas dos cursos de História, Pedagogia, Educação Física e Ciências Biológicas. Várias atividades foram feitas, como palestras, debates, rodas de conversa, entre outras. De acordo com a diretora do centro e coordenadora do curso de Pedagogia, professora Marlisa Fico, as semanas acadêmicas são importantes, pois colocam os alunos em contato com outras propostas pedagógicas. “Cada curso explorou assuntos relativos ao seu meio. O curso de Educação Física intensificou e valorizou o movimento; Ciências Biológicas, o meio ambiente e História e Pedagogia trataram da educação em espaços não formais”, comentou a docente. Além disso, destacou que o evento é uma atividade complementar, exigida no currículo. “Hoje temos, também, as atividades integradoras, que é a interdisciplinaridade. Os professores trabalham em conjunto, através de seminários, fazendo com que o aluno conheça mais o curso”, detalhou.

 

Ciência biológicas

 

As atividades do curso de Ciências Biológicas foram promovidas paralelamente com a Semana do Meio Ambiente de Bagé no Clube Comercial durante todo o dia. O curso montou um mini laboratório de zoologia para mostrar aos estudantes como funciona a graduação e quais frentes de trabalho que eles poderão atuar após a conclusão do curso. Já à noite, os acadêmicos participaram de palestras realizadas no salão nobre da prefeitura. Segundo a coordenadora do curso, professora Ana Leão, a semana acadêmica é produtiva, pois os alunos obtêm mais conhecimento e discutem assuntos que não são tratados em sala de aula. “É compartilhamento de aprendizagem e importante realizar junto com a Semana do Meio Ambiente”, disse. Ainda conforme a docente, uma das palestras promovidas com o professor Tibério Bassi, tratou das mudanças das leis ambientais e assuntos como estes contribuem com o curso, pois as ciências biológicas têm um foco importante na questão ambiental. “Estamos semeando para o amanhã”, enfatizou Ana Leão.

 

Educação Física

 

No campus Esportivo, o curso de Educação Física realizou atividades práticas com enfoque em dança e movimento; jogos mistos de voleibol e basquetebol, entre outras. A semana acadêmica ainda foi marcada pela discussão da “Capoeira no Brasil”, a prática de “Punhobol”, com o objetivo de explorar conhecimentos e mostrar que a Educação Física é um campo vasto de atuação profissional. “Só depende deles se qualificarem e correrem atrás de novidades para o seu aprimoramento profissional”, relatou o coordenador do curso, professor Gerson Severo Previtali. A programação visou, ainda, oferecer práticas diferentes no contexto escolar, onde os acadêmicos já ouviram falar de tais esportes, mas a grande maioria não teve a oportunidade de praticar.

 

História e Pedagogia

 

Os cursos de História e Pedagogia realizaram a programação em conjunto. As atividades iniciaram no Museu Dom Diogo de Souza e, ao longo da semana, foram desenvolvidas no teatrinho da Urcamp. Palestras, roda de conversa e visitas aos museus marcaram os dias. Para a coordenadora do curso, professora Marlisa Fico, deve haver atividades diferenciadas e neste ano os acadêmicos tiveram muito contato com os museus, destacando a história do patrimônio cultural de Bagé. “É uma oportunidade deles conhecerem outras realidades, através de temas transversais que vão ampliar o conhecimento”, frisou a docente. Marlisa Fico também citou que em todas as semanas acadêmicas de pedagogia é reservado um espaço para os egressos mostrarem o seu trabalho que estão desempenhando no mercado de trabalho.

 

Para a coordenadora do curso de História, professora Clarisse Ismério, a semana acadêmica foi planejada com uma proposta de levar os alunos em outras formas e possibilidades de educação e pesquisa, através de locais não formais, como patrimônio urbano, o forte Santa Tecla, os museus, audiovisuais e em fontes como jornais. “Atingimos nosso objetivo. Os acadêmicos da Pedagogia e História expressaram sentimento, através da participação e ao comentar os conhecimentos que adquiriram. É muito bom ver o brilho do olhar de nossos alunos ao mostrarem sua satisfação com essa edição da semana acadêmica”, falou a historiadora. Neste sábado, 10, ocorre a última atividade dos cursos. A programação prevê um passeio histórico com Maria Luíza Pêgas, às 9h, com concentração no Museu Dom Diogo de Souza. Às 14h, ocorre uma palestra sobre “Os jornais como fontes de educação e pesquisa”, com Clarisse Ismério.

 

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...