ANO: 23 | Nº: 5718
19/06/2017 Cidade

Obra do ginásio da escola Silveira Martins depende de novo contrato

Foto: Antônio Rocha

Trabalho de revitalização foi interrompido em 2015
Trabalho de revitalização foi interrompido em 2015

A comunidade da Escola Estadual de Ensino Médio Silveira Martins, de Bagé, aguarda a finalização do ginásio desde 2015. A reforma da estrutura foi feita com recurso destinado pela Consulta Popular. Em 2014, a obra teve início com custo total de R$ 750 mil. A conclusão, entretanto, depende de uma rescisão de contrato.

A empresa responsável pela obra abandonou o canteiro antes da conclusão total do prédio, deixando a estrutura sem acabamento, sem acessibilidade e sem plano de prevenção contra incêndios, já que estas duas últimas questões não haviam sido previstas no projeto arquitetônico, elaborado em 1997.

O coordenador de Obras Públicas, José Cipriano Borba Ribeiro, adianta que o projeto já está em fase de rescisão de contrato. “Somente após essa fase poderemos fazer nova licitação”, disse. Ribeiro ressalta que o piso, mesmo sem uso, já está se deteriorando. O laudo que aponta tudo que deve ser reparado no ginásio foi encaminhado para a Secretaria de Educação do Estado.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...