ANO: 25 | Nº: 6384

Sidimar Rostan

sidimar_frostan@hotmail.com
Editor de política e comentarista da coluna Fogo Cruzado. Jornalista, é especialista em Comunicação e Política e subeditor geral do Jornal Minuano.
22/06/2017 Sidimar Rostan (Editorial)

Iniciativa didática

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aposta em uma estratégia interessante para desmistificar informações comumente propagadas pela internet. Recorrendo à própria rede, a Corte aposta em uma campanha que visa esclarecer questões sobre o processo eleitoral. Através de vídeos, o trabalho aborda temas espinhosos, como o voto em branco e a utilização de camiseta de símbolos partidários durante a votação. O novo esforço revela uma faceta didática, imprescindível para o Judiciário.

Os mitos eleitorais não contribuem para o processo. Quem perde, neste emaranhado de dúvidas, é sempre o eleitor. A iniciativa de esclarecer aspectos pontuais, relacionados à legislação vigente, ao formato eleitoral e aos resultados dos pleitos, revela bem mais do que a preocupação com os efeitos da falta de informação. A campanha demonstra, sobretudo, que atores sociais ainda não têm dimensões de seus verdadeiros papéis.

O exemplo mais nítido corresponde aos partidos políticos. Estas agremiações não podem fugir à responsabilidade de instruir. Para construir um ambiente de credibilidade, imprescindível para a democracia, as legendas também precisam ampliar os canais de diálogo com a sociedade. A preservação do sistema está acima de ideologias, decisões jurídicas ou posições pessoais, representando uma dinâmica básica, em nome da transparência, que deve ser priorizada por todos.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...