ANO: 25 | Nº: 6334
26/06/2017 Caderno 4º Simpósio de Soja 2017

GESTÃO DE RESULTADOS EM TEMPO IMPREVISÍVEIS

Foto: Divulgação

Pedro Blos
Pedro Blos

   Diretor da Simbrasil Consultoria e Capacitação, o palestrante, que é natural de Novo Hamburgo, tomou para si a tarefa árdua de falar sobre gestão de resultados em tempos de total imprevisibilidade. Acompanhe os argumentos de Pedro Blos.

   “A imprevisibilidade do mercado, a exigência e defesa do consumidor mais elevada, funcionários cada vez mais conectados e questionadores, vêm colocando a gestão das organizações em xeque em vários momentos da verdade da condução dos negócios em todo o mundo”, informa. Uma publicação realizada nos Estados Unidos em 2003 pelos autores Willian Joyce, Nitin Nhoria e Bruce Robersonpode dá indícios do “Ovo de Colombo” da solução da competitividade das empresas para os próximos anos.

   Estes especialistas selecionaram as 60 empresas americanas mais rentáveis, segundo a publicação Forbes e acompanharam seu desempenho financeiro ao longo de 10 anos com o objetivo de identificar as características comuns que pudessem explicar o segredo do seu sucesso em crescimento da operação e rentabilidade em longo prazo.
No projeto, identificaram oito boas práticas especificas, sendo que quatro delas seriam práticas obrigatórias e das demais, ao menos duas práticas, a saber:

As boas práticas obrigatórias:
1- Estratégia clara de atuação e bem comunicada ao público interno e externo;
2- Execução excelente do trabalho;
3- Cultura de alto padrão de desempenho;
4- Estrutura simples e sem burocracia.

E das demais práticas ao menos duas:
5- Desenvolver e reter pessoas talentosas;
6- Manter Lideranças comprometidas;
7- Inovar produtos, processos e serviços;
8- Firmar parcerias ou realizar fusões.

   Apesar da pujança e da produtividade do setor agrícola gaúcho, sempre temos oportunidade de melhorar nossas práticas e resultados.
Concordo com John Naisbitt quando alega que “embora muita coisa mude a maioria delas permanecem constantes”. Nesse sentido, vejamos o nosso setor agropecuário com uma produção record neste ano, graças a ela o PIB brasileiro cresceu 1% no primeiro trimestre mas para toda ação temos uma reação. Então, quais as possibilidades para fora de porteira x dentro da porteira:

Condição do mercado

Condição do produtor

Resultado do produtor

preço alto

produtividade alta

lucro alto

preço baixo

produtividade alta

lucro baixo ou nulo

preço alto

produtividade baixa

lucro baixo ou nulo

preço baixo

produtividade baixa

prejuízo/perda de ativos


   É importante compreender e aplicar boas práticas de gestão para dentro da porteira onde o produtor tem todo o poder para realizar as mudanças necessárias para aumentar a produtividade da propriedade rural e planejar ações para minimizar fatores externos que podem ameaçar nossa performance.

   As condições de mercado estão definidas pela lei da procura e oferta (aumenta a procura x baixa a oferta = sobe o preço; baixa a procura x sobe a oferta = baixa o preço). E sobre esta lei há baixo controle.

Fatores de produtividade da propriedade rural
(temos todo o controle):
1- Comprar bem: planejar a aquisição de insumos e equipamentos quando a oferta está em alta;
2- Ataque incessante sobre os custos: identificar, priorizar e atacar os desperdícios dos processos internos (todos os colaboradores devem participar);
3- Estimular a paixão das pessoas: valorizar o orgulho, entusiasmo e reputação dos colaboradores;
4- Fator clima: com um bom planejamento não podemos evitar, mas podemos minimizar os danos.

Quais seriam as boas práticas que devemos adotar:
1- Um rígido controle de custos e atuar corretivamente sobre os desvios dos resultados esperados no dia a dia mantendo seu histórico (porteira para dentro);
2- Realizar um planejamento orçamentário para minimizar perdas futuras por fatores externos (porteira para fora);
3- Engajar os colaboradores com uma comunicação clara, acompanhamento de planos e avaliação de metas claras, desafiadoras e passíveis de serem atingidas;
4- Liderar pelo exemplo e se manter atento as variações das condições do mercado.

“Einstein preconizava que a nossa imaginação é mais importante que o conhecimento; espero que nesse breve texto tenha te estimulado a ver novas perspectivas da sua realidade ou que tenha reforçado antigas convicções para seguir em frente com entusiasmo e paixão,” avalia Blos.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Carregando...