ANO: 26 | Nº: 6554

Sidimar Rostan

sidimar_frostan@hotmail.com
Editor de política e comentarista da coluna Fogo Cruzado. Jornalista, é especialista em Comunicação e Política e subeditor geral do Jornal Minuano.
29/06/2017 Sidimar Rostan (Editorial)

Reforço no controle

O Sistema Integrado de Gestão de Agrotóxicos, lançado pela Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Irrigação, promete ampliar a transparência no controle sobre a comercialização de defensivos agrícolas. O novo modelo deve viabilizar, ainda, a identificação de irregularidades. O cruzamento de dados vai permitir, por exemplo, investigar a utilização de produtos químicos em culturas para as quais não são recomendadas. E tudo através do computador.

A nova ferramenta permite aos profissionais do setor consultar históricos, pesquisar receitas por culturas e pragas e emitir prescrições. Vinculando o sistema ao banco de informações da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), a pasta pretende garantir maior segurança na recomendação, oferecendo a possibilidade da indicação exclusiva de produtos químicos autorizados pelo Estado. O dispositivo disponibiliza, também, a possibilidade de consulta aos estoques comerciais. Uma evolução imprescindível em um universo de 1,5 mil revendedores.

Pela regra anterior, comércios de agrotóxicos precisavam enviar as movimentações de compra e venda de forma física, por meio de um método que, em função do volume de documentos, dificultava a análise. Os mesmos dados agora serão enviados de forma eletrônica. O exemplo vem do Paraná, que implantou o regime de monitoramento do comércio e uso de agrotóxicos em 2010. O avanço na seara ambiental justifica todo o investimento.

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Outras edições

Carregando...