ANO: 25 | Nº: 6455

Viviane Becker

viviminuano@hotmail.com
Colunista social do Jornal Minuano, Viviane Becker é experiente jornalista de geral e conhecida editora do caderno de variedades Ellas.
30/06/2017 Caderno Ellas

Como criar um look que parece caro, gastando pouco dinheiro? (Por Janine Pinto)

Foto: Reprodução JM

Camiseta listrada estilo navy
Camiseta listrada estilo navy

Como criar um look que parece caro, gastando pouco dinheiro? 

(Por Janine Pinto)


Quem não sonhou em ter um guarda-roupa digno de passarela ou possuir roupas icônicas de uma marca moderna, pelo menos uma vez? Até o sonho se tornar real e aceitar o fato de que não podemos pagar isso. De qualquer forma, o sonho pode se tornar realidade gastando pouco dinheiro.

Comecemos por ter em mente que o preço dos produtos geralmente está mais relacionado à identidade da marca do que ao valor real do item. Então, gerencie seu orçamento corretamente e veja quais alternativas o mercado oferece. Nós asseguramos que você pode construir facilmente looks que parecem ser feitos de peças dispendiosas, enquanto custam muito menos do que você esperaria.

Você está se perguntando como fazê-lo? O primeiro passo é perguntar-se qual é o estilo com que se sente confortável e que se identifica.

Depois de escolher o visual que deseja, ou descobrir nos sites de street style que tipos de produções você mais se identifica, é hora de avançar para compor sua roupa, pensando no que precisa para completar o visual. Por último, mas não menos importante, para cada item ou acessório, pense no que as lojas podem oferecer de melhor alternativa para o seu orçamento. E voilà, não há necessidade de ter uma roupa cheia de logotipos para ter algum estilo.

Se você realmente quer fazê-lo, mesmo itens baratos podem fazer maravilhas!

Existem peças que por si só ajudam a compor um visual classudo, e ainda que possam custar bem caras, têm similares em lojas mais baratas ou brechós, o que importa aqui é o todo e não itens soltos do contexto.


* Óculos escuros: não interessa se os óculos são caros ou baratos, têm que combinar com o formato do rosto e ter estilo.

* Lenços, pashmina ou foulards: sempre arrematam o look de maneira surpreendente, fuja de estampas óbvias ou de cópias de grife, nada mais cafona.

* Sapatos: não precisam necessariamente ser de couro, precisam sim ter DNA, ter estilo e combinar com o look como um todo.

* Mocassins e oxfords: não podem faltar em um guarda-roupa de uma pessoa verdadeiramente chique, camisas brancas ou listradas de azul claro, bem lisa, sem nenhum enfeite ou recorte.

* Calças: com barras mais curtas já são um clássico desde a década de 50, é chique e atemporal.

* Aposte em cores claras misturadas, como bege e creme, bege e branco, e também na eterna dupla preta e branca.

* Peças com uma pegada navy também são um clássico à prova de erros.

* Conservação e limpeza são itens importantes, roupas sem manchas e pingos e passadas ajudam muito. 

* Quando se fala em elegância, é impossível deixar de fora cabelo e maquiagem. Cabelo com corte médio ou curto se impõe por si só. Na maquilagem, vale a regra do menos é mais.

* Todo extremo, neste caso, é perigoso, como roupa muito justa, grandes decotes, roupa muito cavada, muita estampa, cores vivas demais e muita textura. A elegância verdadeira pede calma, pede meios-tons, meios comprimentos. 

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...