ANO: 25 | Nº: 6335
01/07/2017 Cidade

Bagé adere ao Programa Saúde na Escola

Foto: Marcela Melo

Divaldo, Mário Mena e Adriana assinaram termo na sexta-feira
Divaldo, Mário Mena e Adriana assinaram termo na sexta-feira

Uma parceria entre as Secretarias Municipais de Saúde e Educação confirmou, na sexta-feira, a adesão de Bagé ao Programa Saúde na Escola. O termo oficial, que tem por objetivo a conjugação de esforços, visando à promoção e atenção à saúde e de prevenção das doenças e agravos relacionados ao bem-estar dos escolares, foi assinado pela secretária Adriana Lara e pelo secretário Mário Mena Kalil com o prefeito Divaldo Lara.
O chefe do Executivo comemorou a ação, principalmente pela demonstração de união de esforços entre as áreas para o bem das comunidades. "Vejo em todos os envolvidos uma imensa vontade de fazer muito bem sua parte, para que unidos consigam realizar um bem maior pela nossa população. E quando vejo uma iniciativa destas sendo posta em prática com o envolvimento de tantas instâncias tenho certeza de que será um sucesso e vai fazer diferença na vida das pessoas", observou. Além das secretarias municipais de saúde e educação, integram o programa a 13ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) e a 7ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS).
Adriana Lara destacou a alegria em unir neste trabalho duas áreas tão importantes na vida de todas as pessoas: a Saúde e a Educação. "Este é um programa que visa a prevenção, e nós educadores trabalhamos diariamente com a formação das pessoas. Nada mais acertado que unir estes dois caminhos e buscar mais qualidade de vida, mais aprendizado e uma vida mais saudável através das mais variadas formas de ensinar e aprender. Nossa parceria com a Secretaria de Saúde não se restringe a este programa, estamos garantindo conquistas importantes através do Caps I. E vamos seguir avançando de mãos dadas", disse.
Mário falou da participação efetiva na conscientização e educação dos jovens, para que possam transmitir as informações para os pais e familiares, e desta forma contribuir com a transformação da sociedade. “Na saúde, nós temos 17 equipes da atenção básica comprometidas, Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), os agentes comunitários e o Primeira Infância Melhor (PIM), que trabalharão nas escolas. Tenho certeza que este projeto que começa agora, vai agregar outros profissionais que farão a intermediação com os alunos, e estes serão os multiplicadores das ações, assim vamos conquistar uma possível transformação na sociedade”, acrescenta.


Foco de prevenção
Segundo o assessor de Saúde do setor de Tecnologia e Informação, Márcio da Costa Mello, o programa reforça a prevenção de agravos à saúde, bem como fortalece a relação entre as redes públicas da área e da educação. “Neste ano, o programa tem uma formatação diferente que sempre foi de responsabilidade da educação. No ciclo de 2017/2018 ele passa ser de responsabilidade da saúde com o registro das ações”, explica.
Dentro das 12 ações determinadas pelo programa, o grupo de trabalho estabelecido entre Secretaria de Educação, Secretaria de Saúde, 7ª CRS e 13ª CRE, estabeleceram alguns critérios para adesão das escolas que fariam parte do programa.
Ao total, 30 escolas da cidade, destas seis estaduais e as demais municipais, foram selecionadas para receber o programa neste primeiro momento, abrangendo 12.003 alunos. De acordo com o ranking de adesão ao programa por quantidade de alunos pactuados no Estado, dos 346 municípios que aderiram, Bagé figura entre as 10 primeiras cidades com maior número de alunos contemplados.

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...