ANO: 23 | Nº: 5915
03/07/2017 Segurança

Ações integradas realiza operação noturna em bares e whisquerias

Foto: Rochele Barbosa/Especial JM

Objetivo analisar se PPCIs estão em dia e outros documentos
Objetivo analisar se PPCIs estão em dia e outros documentos

A operação de Ações Integradas de Segurança (Acinser) realizou, na madrugada de sábado, uma fiscalização em bares e whiskerias de Bagé. Nesta atividade, um homem, que estava com mandado de prisão, pelo crime de estupro de vulnerável, foi preso. Uma faca, uma arma de fogo e munições foram apreendidas durante a ação.
De acordo com o coordenador do Acinser, Reni Dorneles, o objetivo da operação é buscar inibir a posse irregular de armas de fogo, comercialização de drogas e venda de bebidas alcoólicas para menores. A ação também tem foco na regularidade fiscal, sanitária e nos planos de Prevenção e Combate a Incêndio do Corpo de Bombeiros (PPCIs). “Visitamos quatro casas noturnas e dois bares, com a participação de nove órgãos e 25 agentes”, ressaltou.
As fiscalizações aconteceram no centro, onde foi abordado em um bar o maior número de pessoas, sendo apreendida, pela Polícia Rodoviária Estadual, uma faca, em posse de uma mulher, sob a alegação de usar para defesa. Ela responderá por um termo circunstanciado.
O policiamento ostensivo da Brigada Militar prendeu, no momento de averiguação em um dos bares, Valdenir Delgado Pereira, 46 anos, que tem um mandado emitido pela 1ª Vara Execuções Criminais de Bagé. De acordo com registro da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), Pereira tem que cumprir a pena de 15 anos e sete meses de reclusão em regime fechado, pelo crime de estupro.
No mesmo local, Dorneles conta que foi apreendido, pela Vigilância Sanitária, 20 quilos de carne de frango, que se encontrava dentro de um tanque, sem condições sanitárias para descongelamento. “Foram feitos três autos de infração e cinco notificações para adequação no decorrer da operação, no bairro Santa Tereza e Getúlio Vargas”, explicou.
Em um bar, na rua Odilon Álvares, bairro Getúlio Vargas, em abordagem a indivíduos e no interior do local, foi encontrada, pelo Pelotão de Operações Especiais (POE) da Brigada Militar, uma capa de colete com placas balísticas, três munições de calibre 45, sete munições calibre 38 e um revólver 38 com cinco munições intactas. De acordo com os policiais militares, o material estava atrás do balcão do bar. O proprietário do estabelecimento confirmou que os artefatos lhe pertenciam. Ele foi apresentado na DPPA, onde foi arbitrado fiança de R$ 250, paga pelo dono do bar. |Também possuía registro, mas como o documento era do ano de 1987, estava sem valor legal, sendo autuado em flagrante por posse irregular de arma, pelas placas e as munições de 45, que são de uso restrito.
O coordenador relatou que o Corpo de Bombeiros fez uma notificação para adequação. A Fiscalização Tributária da Secretaria Estadual da Fazenda fez cinco intimações, sendo três para renovação, uma para alteração de endereço e uma para cadastro. O Conselho Tutelar fez identificação das profissionais na whiskerias, não constatando nenhuma irregularidade. A Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade (SSM) realizou o balizamento na condução do comboio de viaturas. A Delegacia Especializada Furtos Roubos Entorpecentes (Defrec) refez identificações e revistas. “O lado positivo foi constatar que as whiskerias, após a última operação, se encontram todas com os PPCIs em dia. A importância dessas ações noturnas e nos locais está em manter a presença do estado de maneira contínua, para evitar o crescimento da criminalidade em todas as suas nuances”, conclui Dorneles.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...