ANO: 25 | Nº: 6358
03/07/2017 Cidade

Jovem supera limitação através da maquiagem

Foto: Antônio Rocha

Letícia concluiu curso em junho
Letícia concluiu curso em junho

Um sonho de infância da jovem Letícia Azambuja Alves, 22 anos, que nasceu sem os dois braços, por conta de uma malformação congênita, ganhou forma no início de junho. A jovem, que desde criança gosta de arte e desenhos, superou as limitações, se profissionalizando na área de maquiagem.

Letícia usa os pés para atividades diversas, como escrever, comer e usar o celular. Desde cedo gostava de se maquiar, como toda a jovem de sua idade. Iniciou fazendo maquiagens através de tutorias na internet. A jovem conta que se maquiava e também aprontava amigas para as festas. Como tudo era postado nas redes sociais, recebeu gratuitamente o curso profissionalizante da maquiadora Márcia Cabrera. “Comecei sozinha e tive muito apoio de todos”, relata.

A filha mais nova de José Flávio Rojas Alves e Mara Regina Azambuja da Cruz tem quatro irmãos. Ela informa que durante a gestação, a ultrassonografia não identificou a malformação. Foi uma surpresa quando a menina nasceu. Além da falta dos membros superiores, Letícia desenvolveu, na infância, uma  escoliose grave progressiva, que necessitava de cirurgia, porque estava afetando o pulmão e o coração. O pai lembra que através de apoio de amigos, conseguiu uma consulta no hospital Sarah Kubitschek, em Brasília, mas não pôde realizar o tratamento no local. Alves ressalta que a cirurgia da coluna foi conquistada através da Defensoria Pública e Letícia, então com nove anos, realizou o procedimento em Porto Alegre, com o ortopedista e traumatologista, especialista em cirurgia de coluna Erasmo Zardo.

As dificuldades não pararam a menina. Letícia aprendeu com uma irmã a escrever antes de entrar na escola . Ela enfatiza que tem nas artes, pinturas e desenhos sua maior paixão. “Conclui o Ensino Médio há pouco, não por dificuldades motoras, e sim por preguiça mesmo”, brinca. Ela ressalta que tem pouca dificuldade de adaptação, mas às vezes necessita de ajuda para colocar alguma roupa mais apertada. “Sou orgulhosa. Não gosto muito de depender das pessoas, mas sempre tive muito auxílio”, pondera.


Estúdio 

Letícia não se cansa de agradecer à Márcia, pelo 'empurrão' profissional. Após garantir a formação, o próximo passo é abrir seu próprio estúdio de maquiagem. Para isso, o pai não mede esforços, e, com a ajuda de vizinhos e amigos, está montando o local para a filha. “Começaremos a divulgação nesta semana”, adianta.

A jovem frisa que como toda iniciante, ainda está um pouco ansiosa com o desafio, mas já tem agendadas algumas clientes para os próximos dias e uma noiva para o final do mês. Ela disse que, após a montagem do espaço de trabalho, pretende investir em maquiagens.

A maquiadora diz, ainda, que as pessoas, muitas vezes, se espantam e ficam receosas, devido ao fato de maquiar com os pés. Mas ela lida de forma natural com situações desse tipo. “Quando vejo alguém com problemas parecidos com o meu, também me pergunto como será que a pessoa se vira. A novidade sempre assusta”, argumenta.

Ela disse que, para fazer um boa maquiagem, é necessário encontrar o tom de pele e acertar o formato dos olhos. “Ficava insegura, no começo, mas, com o tempo, vamos pegando prática de maquiar”, destaca. A jovem não pretende parar e afirma que seu próximo passo será o curso de design de sobrancelhas e quem sabe uma faculdade  na área de estética.

O trabalho de Letícia pode ser conferido em sua página pessoal no Facebook (Letícia A.Makeup).

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...