ANO: 25 | Nº: 6400

Divaldo Lara

divaldolara@gmail.com
03/07/2017 Divaldo Lara (Opinião)

Seis meses de prefeitura – parte 1

Após seis meses de gestão nossa avaliação é positiva. Trabalhamos com a boa intenção de quem tem o objetivo de fazer o melhor, de quem é guiado pelo querer da população.
Em seis meses, reestruturamos a Saúde do município, não há mais filas para exames, suprimimos a carência de médicos especialistas e estamos investindo forte na prevenção. Em seis meses, atacamos de frente o problema das ruas esburacadas e começamos um grande projeto de asfaltamento em todas as regiões da cidade, no Anel Rodoviário, na avenida Attila Taborda e avenida Itália. Nas zonas leste, oeste e norte de Bagé têm uma obra de asfaltamento, isso em apenas 180 dias de governo. O pavimento do acesso à Universidade Federal do Pampa (Unipampa), prometido há 10 anos, fizemos neste pouco tempo de governo.
A educação tem projetos de inovação, vagas nas escolas, prédios sendo recuperados, programa pedagógico para melhorar o desempenho do aluno com dificuldades e professores recebendo formação contínua.
Em apenas seis meses de governo estamos retomando todos os projetos parados e oferecemos resposta aos tantos termos de ajustamento de conduta reclamado pela Justiça. Assim tem sido com a barragem da Arvorezinha, Hidráulica, Projeto de Economia Solidária Km 21, repasses de convênios de instituições que prestam serviços inestimáveis à comunidade e pagamento, até agora, de R$ 9 milhões em dívidas deixadas pelo governo anterior.
Bagé sofria com um grave crime ambiental: o aterro sanitário. Nosso governo arregaçou às mangas e recuperou o aterro. A quinta célula foi lacrada. E já temos o projeto para abertura da sexta célula.
Em seis meses de governo, conquistamos o maior número de unidades habitacionais dos últimos anos: 1.164 moradias. A única cidade do Estadual a ter todas as vagas disponíveis, graças ao projeto bem feito da nossa administração, elogiado pela Caixa Econômica Federal.
Bagé, hoje, tem um prefeito que anda de ônibus, busca tratamento emergencial na Upa, caminha pelos bairros para ouvir os anseios da comunidade e tem diálogo com todos os setores da sociedade. Um prefeito que, a despeito de 16 anos de menosprezo com o funcionalismo público, em seis meses vem estudando e analisando formas de valorização desse mesmo servidor, há muito deixado de lado.
Temos um projeto de governo concreto: o desenvolvimento da Rainha da Fronteira. Porque com desenvolvimento ameniza-se a maioria dos problemas sociais da cidade. O Empreende Bagé, lançado na semana passada através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDI), é uma prova concreta desse projeto. Nosso objetivo é motivar o empreendedor local. Temos que valorizar o que é nosso. Por isso o “Sábados Azuis” tem o intuito de ser a grande feira de Bagé, com preços acessíveis e produtos variados, transformando a avenida Sete de Setembro num shopping a céu aberto.
Para finalizar, já que o espaço não permite citar tudo o que fizemos em meio ano, após chegar em uma prefeitura com graves problemas em todos os setores, permitam os leitores que continue nessa prestação de contas na edição da próxima segunda. Até lá.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...