ANO: 25 | Nº: 6379
04/07/2017 Segurança

Apenas 15 câmeras de segurança funcionam em Bagé

Foto: Antônio Rocha

Vinte e sete equipamentos estão com problemas
Vinte e sete equipamentos estão com problemas

Desde o ano passado, o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M) conta apenas com 15 câmeras de videomonitoramento em funcionamento, das 42 instaladas desde 2008 na cidade.

Conforme o coordenador do GGI–M, tenente Ronaldo Rosa, desde a gestão municipal anterior há uma defasagem nos equipamentos. “Conhecemos os equipamentos eletrônicos e sabemos que realmente estragam com o tempo, também com a queda de um raio tivemos a perda de 15 câmeras de videomonitoramento que estavam sob a vigilância da Brigada Militar (BM) neste ano”, relatou.

O tenente informou que está sendo feito o orçamento para o conserto de algumas câmeras, em locais estratégicos. “São equipamentos caros e a manutenção também é cara, também precisamos substituir os computadores, o servidor (de armazenamento de imagens) está muito lotado e lento”, disse.

Rosa argumenta que o futuro da segurança é o videomonitoramento. Segundo ele, é necessário investimento para o cuidado com as câmeras, e que a ideia é criar uma central única de vigilância. Conforme o coordenador, quem verifica as imagens são dois agentes de trânsito e um policial cedido pela BM.

O tenente participou de um fórum de tecnologia no mês passado e disse que há muito que avançar neste setor de segurança. “Fiz um relatório para mostrar ao secretário de Segurança e Mobilidade do município, e também ao gabinete do prefeito, as novas tecnologias e pedindo um investimento neste setor, que é para segurança da comunidade”, falou.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...