ANO: 26 | Nº: 6524

Sidimar Rostan

sidimar_frostan@hotmail.com
Editor de política e comentarista da coluna Fogo Cruzado. Jornalista, é especialista em Comunicação e Política e subeditor geral do Jornal Minuano.
04/07/2017 Sidimar Rostan (Fogo cruzado)

Inclusão dos aeroportos de fronteira na lei de subvenção pode beneficiar Bagé

Em reunião da Frente Parlamentar em Defesa da Aviação Civil Regional, realizada ontem na Assembleia Legislativa, o deputado Luiz Fernando Mainardi, do PT, defendeu a inclusão dos aeroportos regionais, situados em cidades de fronteira, no programa de subvenções aos voos regionais, definido pelo Programa de Desenvolvimento da Aviação Regional. A medida beneficiaria Bagé.
A que criou o programa, em seu artigo 117, define a concessão de subvenção econômica às empresas aéreas inscritas no programa, mas estabelece como prioridade as linhas com origem ou destino na região da Amazônia Legal. “A ideia é incluir entre as prioridades as regiões fronteiriças do Rio Grande do Sul. Tanto quanto a Amazônia Legal, a nossa fronteira precisa de forte apoio para fortalecer suas vocações de desenvolvimento”, explica Mainardi.
No caso da inclusão ser realizada, a União está autorizada a pagar os custos relativos às tarifas aeroportuárias e conceder subvenção a até 50% dos assentos disponíveis no voo. “Essa subvenção pode criar uma realidade diferente para as companhias aéreas. Em Bagé, temos um aeroporto operacional de ótima qualidade precisando de uma ou outra intervenção, mas o que necessitamos, mesmo, é dar atratividade para as linhas”, defende o parlamentar.
Para Mainardi, a inclusão é justa porque as regiões mais ricas devem subsidiar o desenvolvimento das mais pobres. “Sustento um subsídio cruzado, equilibrando o desenvolvimento regional no Brasil inteiro. A região de Bagé tem baixa densidade demográfica e índices de desenvolvimento econômico considerado baixo também. Se depender apenas da vontade do mercado, ao invés de vermos aviões ficaremos a ver navios”, ironiza. “É preciso uma interferência do Estado, com subsídios, para que isso seja revertido”, argumenta.
A sugestão do deputado bajeense foi acolhida pelo secretário Nacional de Aviação Civil, Dario Lopes, presente na reunião, e incorporada aos encaminhamentos definidos pela Frente Parlamentar. Os deputados estaduais iniciarão uma articulação para que a bancada federal do Rio Grande do Sul apresente emenda à legislação, incorporando mecanismo que coloca as regiões de fronteira do Rio Grande do Sul no mesmo patamar de prioridade da Amazônia Legal.
Durante o encontro, coordenado pelo presidente da Frente Parlamentar, deputado Frederico Antunes, do PP, o prefeito de Bagé, Divaldo Lara, do PTB, entregou para o secretário Nacional de Aviação Civil estudos que indicam as necessidades e potencialidades do Aeroporto Internacional de Bagé - Comandante Gustavo Kraemer. O petebista foi acompanhado por uma comitiva de vereadores, que também esteve no Palácio Piratini.

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...