ANO: 26 | Nº: 6527

Dilce Helena Alves Aguzzi

dilcehelenapsicologa@gmail.com
Psicóloga
04/07/2017 Dilce Helena Alves Aguzzi (Opinião)

Sim, estamos evoluindo bem em nosso processo de crescimento

Olhar a vida como um artista significa: Não calcular nem contar; amadurecer como uma árvore que não apressa a sua seiva e permanece confiante durante a tempestade da primavera, sem o temor de que o verão não possa vir depois. Ele vem apesar de tudo. Rainer Maria Rilke



 - Se em alguns momentos nos sentimos confusos. Insegurança e muitas coisas ao mesmo tempo em mente, são estados mentais preponderantes para procurar com interesse e motivação genuínos a melhor saída, o melhor caminho.

- Quando não temos certeza se estamos agindo corretamente, não ser detentor da razão, cogitar que erramos, aponta sempre para o crescimento e a superação.

- Quando conseguimos tirar o foco de nossa atenção do problema e vamos em busca de outras coisas para ganhar mais energia, ficar batendo na mesma tecla muita vezes apenas nos enfraquece. É muito importante saber a hora de pequenas paradas para tomar fôlego ou apenas divertirmo-nos.

- Se nos testes da escola, faculdade, trabalho ou da vida não tiramos 10 em tudo, concentrar-se no processo tanto ou mais que no resultado é apostar na satisfação pessoal.

- Se conseguimos perceber o momento certo de pedir ajuda. Ninguém consegue resolver tudo sozinho. Muitas vezes precisamos de apoio, colo, sugestão, bronca ou apenas um retorno que incentiva.

- Se for possível enxergar além da dificuldade, a beleza de se tornar mais humano, mais experiente, mais criativo, mais forte através das atribulações e turbulências que a vida nos vai oferecendo.

- Se percebemos que erramos e conseguimos admitir, nos corrigir e até mesmo pedir desculpas. Sem transformar a rota estaríamos prestes a repetir os mesmo erros indefinidamente.

- Quando admitimos que a opinião dos outros é importante, mas não mais essencial que a nossa própria evolução. Ignorar os outros totalmente é perder o referencial e um retorno importante que ajuda a nos percebermos. Mas a preocupação excessiva com a aprovação alheia cala a nossa voz interior, que é uma referência tão ou ainda mais poderosa rumo à autoevolução.

- Nos momentos em que não conseguimos entender os outros, porém, tentamos sinceramente nos colocar no lugar deles. Divergências vão fazer parte de quase todo o caminho. Não permitir que elas nos afastem de nossos companheiros de viagem vai nos ajudar a fazer deles parceiros valiosos em todo o processo.

- Nas vezes em que tudo parece estar dando errado e mesmo assim não desistimos. Sim, muitas vezes parece que todo esforço dá em nada e todo plano é surpreendido com frustração. O principal nessas horas é tão somente focar em continuar, administrar a ansiedade e encontrar na própria criatividade uma nova forma de resistir e persistir.

 

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Outras edições

Carregando...