ANO: 25 | Nº: 6330
25/07/2017 Fogo cruzado

Mainardi intermedeia solução sobre alvará do Corpo de Bombeiros para Santa Casa

Foto: Divulgação

Demanda foi debatida na tarde de ontem
Demanda foi debatida na tarde de ontem

Em reunião realizada ontem, o deputado Luiz Fernando Mainardi, do PT, o comandante regional do Corpo de Bombeiros, Major Max Meinke, o provedor da Santa Casa de Caridade de Bagé, Airton Lacerda, e o vice-provedor, Jorge Moussa, debateram uma solução para o risco do hospital perder o alvará contra incêndio. O documento é concedido pelo Corpo de Bombeiros a partir do preenchimento de requisitos de segurança previsto em um Plano de Prevenção Contra Incêndio (PPCI), que precisa ser apresentado pela instituição.
O alvará é condição essencial para que a Santa Casa continue recebendo os repasses do governo estadual, que estão na ordem de R$ 3,2 milhões por mês. Esse valor significa algo em torno de 70% de todo o orçamento da instituição de saúde. Sem os repasses do Estado, o hospital pode fechar.
Para receber o alvará, a Santa Casa precisará construir saídas de emergência no segundo e terceiro andar e instalar alarmes contra incêndio. As obras estavam previstas no Plano de Proteção Contra Incêndio apresentado pelo hospital ainda em 2013, mas ainda não foram realizadas. O provedor da Santa Casa, Airton Lacerda, comprometeu-se em dar seguimento às adequações.
“Precisamos achar uma solução. Sem os valores estaduais, a Santa Casa corre o risco de fechar suas portas. Isso é inconcebível para Bagé”, alertou Mainardi. O deputado vai organizar uma agenda com o governo do Estado para que a situação fique esclarecida e os valores contratualizados entre o Estado e a Santa Casa não parem de ser disponibilizados.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...