ANO: 25 | Nº: 6260
31/07/2017 Cidade

Mais de 120 empresas participaram da segunda edição do programa Sábados Azuis

Foto: Antônio Rocha

Cláudio Falcão fez caricaturs do público
Cláudio Falcão fez caricaturs do público
A segunda edição do programa Sábados Azuis, desenvolvido pela Secretaria Municipal Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, mobilizou 127 empresas, transformando a avenida Sete de Setembro em um shopping a céu aberto. Na avaliação do titular da pasta, Bayard Paschoa Pereira, o evento superou as expectativas, dobrando o número de participantes, em relação à atividade inaugural, realizada em junho.
Bayard lembrou que a proposta de comercialização ao ar livre foi criada com o objetivo de enfrentar a concorrência das feiras itinerantes e promover o empreendedor de Bagé. Ele ressalta que a cada edição serão realizadas melhorias no evento. A segunda foi marcada pela implementação da infraestrutura, com banheiros químicos, lixeiras e sinalização.
Durante a feira, lojistas e empresários da cidade mostraram seus produtos e serviços, apresentando ofertas, preços mais competitivos, além de condições facilitadas. “Tivemos empresas da Stand, Ivo Ferronato e Damé. Com isso, há uma democratização da principal avenida da cidade”, avalia o secretário.

Urcamp e MINUANO
A universidade da Região da Campanha (Urcamp) e o Jornal MINUANO participaram pela primeira vez do evento. No estande montado em frente à Foto Everest, que participou como parceira, foram distribuídos vários brindes. Conforme a diretora comercial, Adriana Robaina, e o diretor geral, Glauber Pereira, a aproximação e integração com o público foi um dos principais pontos do evento. O chargista do jornal, Cláudio Falcão fez desenhos do público. A reitora da Urcamp, Lia Quintana, também prestigiou a feira.

Hospital Universitário
O grupo responsável pela campanha Doe Amor realizou um brechó em prol do Hospital Universitário (HU), mantido pela Fundação Attila Taborda. As peças foram doadas pela população. Conforme uma das coordenadoras, Fernanda Ritta, as roupas foram comercializadas com preços entre R$ 0,50 e R$ 10, resultando em uma arrecadação de, aproximadamente, R$ 800.
Fernanda enfatiza que o grupo segue arrecadando peças com um ponto de coleta no HU e que a participação já está confirmada para a próxima edição do programa Sábados Azuis. “Durante a manhã, vendemos quase tudo e tivemos que conseguir mais roupas. Foi um sucesso”, destaca.

Espaço democrático
A empresária Maria Nivaldes Soares participou pela primeira vez do evento. Ela ofereceu sapatilhas com preço promocional. “A iniciativa foi ótima”, define.
As cervejas artesanais também conquistam espaço no evento. O empresário Tiago Trojan, que está montando uma fábrica no município, acredita que o evento auxilia a ampliar a cultura da cerveja artesanal na região. “Ainda é um mercado que precisa de desenvolvimento”, opina.
Para o gerente de vendas de uma revenda de veículos, Isidoro De Leon, o contato com o público foi muito importante e produtivo. “Foi melhor que outros eventos que participamos. A diversificação de produtos e a união do comercio é positiva”, frisa.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...