ANO: 25 | Nº: 6383

Divaldo Lara

divaldolara@gmail.com
31/07/2017 Divaldo Lara (Opinião)

Programa Repórter Bandeirantes direto de Bagé

Um dos fatores positivos nessa nova caminhada de Bagé rumo ao desenvolvimento econômico é a produção de boas notícias daqui para todo o Estado. Foi assim no exemplo de gestão com as medidas econômicas reduzindo secretarias e coordenadorias, investimento em saúde e o começo da obra do Anel Rodoviário, que teve divulgação para o Estado através do Grupo RBS aos 30 dias de governo. Ainda outras quatro vezes de forma positiva estivemos na mídia estadual, por ações na produção rural, na cultura e no turismo. Isso é muito importante. Precisamos mudar o olhar do Rio Grande do Sul e do Brasil para Bagé, que esteve tanto tempo isolada. O objetivo é que nos vejam com bons olhos, porque a cidade tem potencial para investimento, é um lugar bom de se viver, estamos no melhor índice como um município sem violência e as obras estruturantes já começaram a acontecer.
Pois foi nesse entusiasmo de produzir “boas notícias” que recebemos a Rádio Bandeirantes, na sexta-feira, 28, com o Programa Repórter Bandeirantes ao vivo de Bagé. Conduzido pelo jornalista Milton Cardoso, na pauta: o desenvolvimento econômico do Estado. O programa, que completou 10 anos, foi apresentado da LEB Livraria e Cafeteria, e contou com a presença de lideranças importantes da região, incluindo os prefeitos de Candiota e Caçapava, Adriano dos Santos e Giovani Amestoy; o deputado Luís Augusto Lara; a reitora Lia Quintana, da Urcamp; os diretores do Senge - Sindicato dos Engenheiros do RS, do Crea – Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do RS, com a participação do presidente Mélvis Barrios Jr; do Núcleo de Engenheiros e Arquitetos de Bagé (Neab) e da Associação Bajeense de Engenheiros Agrônomos. Um grande evento para falarmos de nossos problemas e soluções para o desenvolvimento regional.
Enfatizei durante o programa que vivemos um momento em que nossa cidade sai do isolamento. Estivemos muito tempo fora dos grandes debates do Estado. Agora, com nova postura e como objetivos concretos, nosso governo vai em busca de pautas e promove ações que nos coloquem de volta no protagonismo de temas importantes para o desenvolvimento regional.
Temos três grandes problemas internos que precisamos resolver: fazer a barragem da Arvorezinha, que será licitada novamente até o final do ano; retomar os voos regulares no Aeroporto Comandante Kramer, em tratativa avançada com o apoio do governo do estado, através do secretário Pedro Westphalen e a empresa Azul, e o asfaltamento da cidade. Trata-se de um atraso constatar que 300 km de nossas ruas não são pavimentadas. Difícil falar em desenvolvimento se não tivermos um projeto sério e viável de pavimentação. O objetivo inicial é realizarmos 50 quilômetros de asfalto até 2020.
Foi importante debater os vários aspectos e as matrizes de produção que podem contribuir para o progresso da Metade Sul, desde mineração, energia termoelétrica, agricultura, pecuária, educação, entre outras fontes de riqueza que surgiram nesta edição especial do Repórter Bandeirantes.
Nosso agradecimento especial ao diretor geral do Grupo Bandeirantes de Comunicação no Rio Grande do Sul, Sérgio Cóssio, bajeense de coração, que fez questão de estar presente durante o programa. Cóssio viveu aqui dos 6 aos 18 anos, depois retornou para trabalhar e tem dois filhos nascidos em Bagé.
Também agradeço ao Crea, que participou ativamente para que o programa acontecesse da forma como aconteceu em nossa cidade.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...