ANO: 25 | Nº: 6382
01/08/2017 Cidade

Preço do gás industrial e comercial sobe 8%

Foto: Tiago Rolim de Moura

Botijões terão aumento médio de R$ 25
Botijões terão aumento médio de R$ 25
A Petrobras anunciou, na sexta-feira, 28 de julho, o aumento médio de 8% no preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). Os valores passaram a valer a partir de sábado. A estimativa é de que o repasse seja de R$ 25 no P45 e de R$ 12,4 no P20.
Conforme um representante da distribuidora Nacional Gás em Bagé, Sílvio Renato Camargo, o botijão P45 custava R$ 310 e o P20 R$ 155. Ele salienta que além do aumento anunciado, as revendas já se preparam para o repasse no valor do P13, que é anunciado todos os dias 5 de cada mês. “Também subiram os impostos. Está difícil manter o comércio”, relata. Camargo menciona que a dificuldade de conseguir o produto nas companhias distribuidoras de Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre, já foi resolvida. Ele garante que a compra voltou ao normal.
O representante da revenda Supergasbrás, Leonardo Damasceno, salientou que ainda não foi informado do aumento e os valores do gás comercial e industrial continuam os mesmos. O empresário ressaltou que o reajuste é prejudicial para todos, visto que há uma redução no consumo. “Estamos torcendo para que o P13 não tenha reajuste, como foi anunciado”, destacou.
O proprietário de uma revenda da Liquigás, Jerson Lopes, frisou que não trabalha com o P20, mas salientou que o P45 ainda continua o mesmo valor. As vendas de GLP industrial representam 29% do mercado. Os outros 71% se referem ao mercado do botijão de 13 quilos, mais conhecido como gás de cozinha. O aumento vai variar de 7,8% a 8,4%, dependendo do polo de suprimento, segundo o Sindicato Nacional das Distribuidoras de Gás Liquifeito de Petróleo (Sindigás).
O sindicato emitiu nota em que considerou o reajuste preocupante, 'pois afasta ainda mais o preço interno dos valores praticados no mercado internacional, impactando justamente setores que precisam reduzir custos'. Segundo o Sindigás, o valor das embalagens maiores de 13 quilos ficará 46% acima da paridade de importação. Já o GLP residencial está sendo vendido pela Petrobras a preços cerca de 18% inferiores aos preços internacionais.

Nova política
O aumento no valor do gás residencial P13 deve ser anunciado no dia 5 deste mês. O aumento atende a nova política de preços da Petrobras para a comercialização às distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo comercializado em botijões. O preço final às distribuidoras será formado pela média mensal das cotações do butano e do propano no mercado europeu, convertida em reais pela média diária das cotações de venda do dólar, conforme divulgada pelo Banco Central, acrescida de uma margem de 5%.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...