ANO: 26 | Nº: 6540
02/08/2017 Cidade

Motoristas da Smed não farão itinerários que dependam de horas extras

Foto: Divulgação

Encontro aconteceu na manhã de ontem
Encontro aconteceu na manhã de ontem

Os servidores que realizam o transporte escolar de cerca de 700 alunos da rede municipal de ensino paralisaram as atividades, ontem, para receber horas extras referentes ao mês de junho. Durante a manhã, foi realizada uma reunião com a secretária municipal da Educação e Formação Profissional (Smed), Adriana Lara. Ela afirmou que o pagamento deve ser formalizado no final do mês.
De acordo com o presidente do Sindicato dos Municipários de Bagé (Simba), Antônio Soares, cerca de 30 motoristas participaram do encontro. O sindicalista informou que os profissionais querem receber as horas extras em até 10 dias. “Caso isso não ocorra, não farão itinerários mais longos”, disse.
Soares ressalta que as horas extras auxiliam no complemento do salário. Além disso, o presidente enfatiza que foi formada uma comissão na Câmara de Vereadores de Bagé que irá tratar com o Executivo sobre os assuntos referentes ao funcionalismo público municipal, como o reescalonamento, vale-refeição e salários.


Pagamento

De acordo com Adriana, será realizado um levantamento para ver a possibilidade de pagar o valor em folha suplementar. Ela salienta que o município irá diminuir o número de horas extras para todos os servidores para evitar o atraso ou parcelamento dos salários.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...