ANO: 25 | Nº: 6333
03/08/2017 Cidade

Secretário de Ensino Superior do MEC anuncia implantação de Centro de Desenvolvimento Regional em Bagé

Foto: Antônio Rocha

Divaldo, Lia, Barone e Hansen discutem implantação do projeto piloto
Divaldo, Lia, Barone e Hansen discutem implantação do projeto piloto

O Secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), Paulo Barone, chegou à cidade, ontem, para participar da abertura do Fórum de Pró-Reitores de Graduação (Forgrad), que inicia hoje. O evento é sediado pela Universidade da Região da Campanha (Urcamp). Na primeira agenda, na Rainha da Fronteira, em um encontro junto à reitoria da Urcamp, Lia Quintana, o reitor da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Marco Hansen, e o prefeito Divaldo Lara, Barone confirmou a implantação de um Centro de Desenvolvimento Regional no município.
O projeto Centros de Desenvolvimento Regional (CDR) é desenvolvido pelo Ministério da Educação, em parceria com o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) e o Centro de Estudos e Debates Estratégicos da Câmara dos Deputados (Cedes). A criação de CDRs tem a finalidade de articular com atores locais, como governo, universidades, associações e empresários em prol do desenvolvimento do território. Inicialmente, haverá quatro pilotos, nas cidades de Brasília, Campina Grande, na Paraíba, Bagé e Itapeva, em São Paulo. Cada CDR deverá contar com uma estrutura mínima.


Articulação
A reitora da Urcamp, professora Lia Quintana, apresentou o secretário ao prefeito e enfatizou o comprometimento da instituição e o trabalho realizado pelo professor no MEC. Em junho, Lia havia encontrado Barone durante o seminário internacional “Rumo ao Desenvolvimento Sustentável: dos marcos globais às agendas regionais”, que ocorreu na cidade de Campina Grande. Durante o evento, foi abordada a concepção de um programa de implantação de Centros de Desenvolvimento Regional em universidades e instituições de ciência e tecnologia do País. “Não é para substituir os atores legítimos do desenvolvimento regional; é para contribuir com eles”, destacou secretário, ontem, durante reunião com lideranças locais.


Objetivo
Barone explicou que a intenção do projeto é reunir competências, articular esforços junto com a política local e da região, a fim de prover bens para avançar no desenvolvimento. Através de ações, como o planejamento de provisão de recursos humanos, a proposta visa acabar com os gargalos de conhecimento de tecnologia que podem limitar o desenvolvimento.
Ele afirmou, ainda, que Bagé foi escolhida em virtude da ‘vitalidade de sua economia, características e as duas instituições de ensino fortes’, em referência à Urcamp e à Unipampa, que devem ser inseridas no projeto.
O secretário adiantou que o desenho do projeto, junto às organizações, para estruturação local de cada município, deve iniciar nos próximos dias. “A intenção é lançar o projeto piloto em 40 ou 45 dias”, disse.


Debate
Divaldo comemorou a escolha da cidade para implantação do projeto piloto. “Vamos mobilizar as lideranças locais e também as regionais para debatermos sobre esse projeto”, garantiu.


Foco no desenvolvimento
Lia, que anteriormente já havia comentado que o projeto é um ganho para a região e um trabalho em conjunto entre as universidades, afirmou que a iniciativa irá trazer desenvolvimento também para os municípios do entorno. “Vamos conseguir desenvolver a região”, falou, sobre a integração de potencialidades e esforços.


Forgrad

A partir das 9h, tem início o Fórum de Pró-Reitores de Graduação da região Sul do Brasil (Forgrad Sul). O evento, sediado pela Universidade da Região da Campanha (Urcamp), acontece até sexta-feira, 3, no complexo cultural do Museu Dom Diogo de Souza. O Forgrad Sul reunirá pró-reitores, assessores pedagógicos, diretores de centros, coordenadores de cursos e cargos afins de várias instituições do Brasil.

Este ano, o tema do evento é “Saberes docentes e práticas pedagógicas no Ensino Superior”. A Pró-Reitora Acadêmica da Urcamp e coordenadora do Forgrad Sul, professora Virgínia Paiva Dreux, enfatiza que é um momento para discutir o tema proposto com representantes de várias instituições do Rio Grande do Sul e de outros estados. "O evento será marcado por mesas de debate, as quais serão compostas por três palestrantes e um mediador. “A expectativa é de termos um bom debate e uma troca grande de experiências com profissionais das diversas áreas que estarão presentes”, ressaltou Virgínia Dreux.


Programação

Dia 3
8h30min – Credenciamento e café da manhã;
9h – Apresentação cultural;
9h15min – Mesa de abertura com a presença do secretário de Educação Superior, professor Paulo Barone; presidente do Forgrad Nacional, professor Cléverson Almeida; reitora da Urcamp, professora Lia Maria Herzer Quintana; presidente do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung), José Carlos de Souza; e coordenadora do Forgrad Sul, professora Virgínia Paiva Dreux;
9h30min – Conferência de abertura com Paulo Barone;
10h – Mesa de discussão “Saberes docentes e práticas pedagógicas na educação superior”, com mediação da pró-reitora de Graduação da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB/BA), professora Talamira Brito e participação dos professores Flávia Costa e Sidinei da Silva, da Universidade de Caxias do Sul (UCS) e Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí);
12h – Intervalo para almoço;
14h – Mesa de discussão “Metodologias inovadoras/ativas”, com mediação do pró-reitor de Graduação, professor Miguel de Freitas Júnior, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG/PR) e participação dos professores Daniel Sperb, Moema Nudilemon Chatkin e Giana Sebastiani, da Universidade La Salle Brasil (Unilasalle), Universidade Católica de Pelotas (UCPel) e da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc);
16h – Intervalo para café;
16h15 – Mesa de discussão “Práticas pedagógicas para inclusão”, com mediação da assessora e coordenadora pedagógica da Universidade Feevale, professora Sandra Difini e participação dos professores Marta Borgmann, Zita Canuto e Vaneza Peranzoni, da UCS, Unijuí e Universidade de Cruz Alta (Unicruz);
17h30 – Encerramento.

Dia 4
8h30min – Credenciamento;
9h – Apresentação cultural;
9h15min – Mesa de discussão “Formação superior x formatação”, com mediação da assessora pedagógica da Urcamp, professora Viviane Gentil, e participação dos professores Guto Niche e Maurício Aires, da Unilasalle e Universidade Federal do Pampa (Unipampa);
10h30min – Coffe break;
11h30min – Elaboração da Carta Bagé;
12h – Encerramento;
12h às 17h – Almoço por adesão e passeio.

 

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...