ANO: 25 | Nº: 6208
07/08/2017 Fogo cruzado

Ponte sobre Rio Camaquã pode receber nomes de Nicanor Azambuja e João Dóglia

Foto: Antônio Rocha

Estrutura divide os municípios de Bagé e Caçapava do Sul
Estrutura divide os municípios de Bagé e Caçapava do Sul
A Câmara dos Deputados analisa uma proposição que denomina a ponte sobre o Rio Camaquã, na BR-153, na divisa dos municípios de Bagé e Caçapava do Sul, como 'Ponte Nicanor Azambuja e João Dóglia'. O projeto de lei, apresentado pelo deputado Paulo Pimenta, do PT, ainda não tem relator. A matéria, conforme destaca o próprio petista, foi sugerida pelo deputado estadual Luiz Fernando Mainardi.
Pimenta argumenta que o dentista João Correa Dóglia e o pecuarista Nicanor Rosa Azambuja marcaram suas trajetórias no município de Bagé pela ligação com o tradicionalismo, "atividade em que foram idealizadores de diversos projetos de integração de homens e mulheres do campo com homens e mulheres da cidade", fala. O parlamentar destaca que eles estiveram envolvidos na criação da Semana Crioula Internacional de Bagé, das Quarteadas Sociais do CTG 93 e da Descida do Rio Camaquã.
Dóglia, que foi vereador e secretário de Turismo de Bagé, faleceu no dia 30 de março de 2017, aos 82 anos, deixando os filhos Afrânio, Cláudia e Andrea. Azambuja faleceu no dia 6 de abril de 2014, aos 93 anos, deixando os filhos Paulo Henrique, Susana e Jalusa. A proposta deve passar pela comissão de Infraestrutura, pela comissão de Cultura e pela comissão de Constituição e Justiça. Não existe prazo para votação da matéria.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...