ANO: 25 | Nº: 6382
10/08/2017 Cidade

Jéssica Berdet busca financiamento coletivo para produção de CD solo

Foto: Mickael Freitas

Cantora bajeense procura auxílio para produção autoral
Cantora bajeense procura auxílio para produção autoral

Nome reconhecido dos bajeenses, a jovem Jéssica Berdet desde nova ganhou os palcos de Bagé. Cantando desde os 12 anos pelos festivais de música tradicionalista do Estado, não tem rótulos ao tratar de música, com influências desde o rock até o tango. Agora, a jovem artista busca auxílio entre as tantas pessoas que já a ouviram cantar para financiar a produção de seu primeiro CD individual “(in)visível”.
Aos 24 anos, Jéssica traz no currículo o CD chamado “Raízes”, gravado em 2011, junto à Niandra Lacerda, com composições de Fernando Moreira. O trabalho foi produzido por Julinho Pimentel e Mauricio Trobo, no Uruguai, e foi lançado nos dois países.
Em 2014, a artista trocou a Rainha da Fronteira pela capital. Neste mesmo ano, aconteceu um dos momentos mais marcantes de sua carreira, quando foi convidada para participar de uma homenagem à Elza Soares, durante o Festival Internacional de Cinema da Fronteira. “No fim, ela própria cantou, fez tipo um pocket show, e eu toquei baixo com ela. Esse momento foi certamente um dos mais lindos da minha "vida musical", não somente por estar na presença de uma grande artista, mas principalmente por poder sentir e ser abraçada pela grande generosidade dela”, disse.
Em Porto Alegre, começou a investir, com ainda mais intensidade, em música autoral. “Atualmente, além do meu trabalho autoral, faço parte do trabalho da Tati Portella (Chimarruts), no baixo e no vocal, com quem tenho viajado bastante tocando por aí”, conta.
Junto aos amigos Amaro Neto e Camila Medeiros, começou a produção de seu primeiro trabalho, desde agosto de 2016. Foi assim que decidiu tentar ajuda para viabilizar a gravação de um Extended play (EP) com seis músicas próprias. A campanha entrou no ar no final de junho, com a meta de obter R$ 8.199,52. Até o momento, já obteve R$ 3.465,00. As doações podem ser feitas até o dia 23 de agosto.
“A ideia é que as pessoas possam conhecer um pouco do meu "in", que se torna "visível" através das coisas que eu crio e que eu canto. Sobre o financiamento coletivo, eu costumo dizer que é tipo uma compra antecipada do CD. Cada colaborador é um pouquinho responsável por viabilizar a produção toda. Tem diferentes tipos de valores e a pessoa recebe recompensas, como o CD e brindes, além de um pocket show para valores maiores”, destaca a cantora.
Quem quiser pode acompanhar o trabalho dela pelas redes sociais e quem tiver interesse em ajudar no financiamento do EP de Jéssica, deve acessar o link: www.kickante.com.br/campanhas/jessica-berdet-ep-invisivel-0

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...