ANO: 25 | Nº: 6399

Divaldo Lara

divaldolara@gmail.com
14/08/2017 Divaldo Lara (Opinião)

Dois prêmios para Bagé: Saúde e Tecnologia da Inovação

Quando muda uma gestão, como é o caso de Bagé, em que não mudou apenas o prefeito, mas a forma de governar, é preciso um tempo para que seja implementado o novo modelo. Embora o prazo de um ano seja praxis para as adequações e o surgimento de resultados, antes desse tempo nosso governo já começou a mostrar a que veio. Exemplos objetivos são os dois prêmios que obtivemos  na Saúde e na área de Tecnologia e Inovação.

Na Mostra Estadual de Experiências Exitosas do SUS nos Municípios do Rio Grande do Sul 2017, que ocorreu em Porto Alegre, na semana passada, foram apresentadas iniciativas de sucesso em saúde. Bagé apresentou o projeto que está desenvolvendo na rede pública: Gestão Financeira do SUS – A ampliação da receita operacional com foco na melhoria da qualidade assistencial. Ganhamos o primeiro lugar na categoria Gestão e Planejamento. O projeto ampliou o acesso a recursos financeiros na saúde em 71% em quatro meses. A prefeitura recebe a mais em receita para média complexidade valor superior a R$ 200 mil por mês.

O secretário Mário Mena Kalil e sua equipe têm realizado um trabalho maravilhoso na melhoria do atendimento e na qualidade da  Saúde em Bagé. E essa ampliação na captação de recursos tem esse objetivo: melhorar para as pessoas, sempre.

Se o prêmio serve de incentivo, a notícia é que não paramos por aí. Temos na saúde outros projetos, reformas de postos, aquisição de equipamentos e a qualificação dos serviços, como a revisão no Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica das Unidades de Saúde de Bagé. Se bem qualificadas, o Município pode receber até R$ 160 mil mensais.

Cidade Digital

Sexta-feira passada, fui representado pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Bayard Paschoa Pereira, no primeiro Congresso Estadual de Cidades Digitais, em Bento Gonçalves. Lá, Bagé foi a grande vencedora do título Projeto Inovador, disputado por município onde seus prefeitos eleitos continham o maior número de propostas ligadas à inovação e desenvolvimento. Em resumo, as nossas propostas apresentadas durante a campanha eleitoral e registradas na Justiça em 2016 estão em andamento, mais que em outras cidades. O planejamento para o desenvolvimento tecnológico está sendo executado.  Cito como exemplo a plataforma Cidades Sustentáveis, que profissionaliza a gestão; o parque científico e tecnológico, que a prefeitura é a indutora; o projeto Praças Conectadas, em que melhoramos o acesso à internet na Praça Silveira Martins e já estamos trabalhando para a conexão nas praças da Estação, Esportes, Carlos Gomes e das Carretas. Bagé tem apenas 20 km de cabeamento óptico, o que é muito pouco.  Tão pouco que Bento Gonçalves tem 230 km.

Para quem tem projetos inovadores na área de tecnologia de informação, como a integração de todas escolas e postos de saúde, o reconhecimento de um trabalho recém-iniciado é motivador.  E que seja motivador para arrumar o que não está bom e qualificar ainda mais onde acertamos. 

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...