ANO: 25 | Nº: 6212
17/08/2017 Cidade

Simba e Sinprofem realizam mobilização

Foto: Tiago Rolim de Moura

Ato  reivindica atenção do Executivo
Ato reivindica atenção do Executivo

Representações do Sindicato dos Municipários de Bagé (Simba) e do Sindicato dos Professores e Funcionários dos Estabelecimentos de Educação de Bagé (Sinprofem) realizaram, ontem, uma mobilização na Praça Silveira Martins. Durante o ato, os trabalhadores apresentaram vídeos do prefeito Divaldo Lara, à época em que presidia a Câmara de Vereadores de Bagé, abordando pautas do funcionalismo.
Conforme o presidente do Simba, Antônio Soares, a mobilização serviu para pedir a recuperação salarial e o aumento do valor do vale-alimentação, que passaria dos atuais R$ 12,10 para R$ 15,75. “A insalubridade tinha que ter sido paga no mês de junho e não foi. Pretendemos pedir o bloqueio das contas da prefeitura na Justiça”, informa.
O representante do Simprofem, Eduardo Nogueira, salienta que esta foi a primeira mobilização realizada somente pelos sindicatos. Ele alerta que não está descartada a intenção de marcar uma paralisação com os servidores. “Estamos cobrando as promessas de campanha, que não estão sendo cumpridas”, justifica.
Os sindicalistas ressaltam que o Executivo encaminhou à Câmara projetos de lei que beneficiam servidores com salários acima de R$ 5 mil. “Enquanto isso, cerca de 1,6 mil funcionários estão amargando com um salário base abaixo do mínimo”, enfatiza Soares.


Horas extras

A Secretaria de Economia, Finanças e Recursos Humanos informou, na terça-feira, que o pagamento total das horas extras dos servidores municipais, referente ao mês de julho, será pago em folha complementar amanhã. O repasse, que deve totalizar R$ 195 mil, integrava a pauta de reivindicações dos municipários. Até o fechamento desta edição, a prefeitura não havia se posicionado sobre os outros questionamentos dos sindicatos.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...