ANO: 24 | Nº: 6038

Divaldo Lara

divaldolara@gmail.com
Prefeito de Bagé
21/08/2017 Divaldo Lara (Opinião)

Em breve, a melhor cidade para se viver

Para alguns pode ter sido ousada a frase que disse durante a inauguração oficial do Centro de Referência em Saúde no bairro Pedra Branca, sexta-feira: “Bagé vai se tornar a melhor cidade do Rio Grande do Sul para viver.” Mas, eu acredito e muito na realidade dessa afirmação.
Estamos caminhando para tornar nosso município, polo da campanha, em um lugar cercado de boas coisas. Levamos em conta o recente anúncio da pesquisa que apontou Bagé como a cidade menos violenta do Estado. Isso diz muito de nossa cidade. O sonho do mundo é viver em paz. As pessoas buscam lugares sem a contaminação da violência que assusta. Manter isso é uma obrigação nossa. Além da parceria com a polícia, programas na Educação, em Direitos Humanos, na Coordenadoria da Mulher e Centro do Idoso, a mais recente boa notícia na área é a satisfação que tive de receber do secretário de Segurança Paulo Véras o projeto para a instalação da Guarda Municipal.
Porém, as ações, programas e projetos se estendem por todos os segmentos e estão sendo concretizados em consonância com as necessidades do município, a começar pela infraestrutura. A paz vai além da não violência como atitude de ação física, abrange o bem-estar, a qualidade de vida, a humanização das relações. E aí está a base para tornar aquela que já é Rainha ser a melhor cidade gaúcha para viver.
Um exemplo dessa busca da Bagé estruturada foi a inauguração do Centro de Referência em Saúde na zona leste. Além do posto, que é a Unidade Básica, a população conta com o Centro e seus profissionais especialistas, eletrocardiograma, gabinete odontológico, farmácia com toda a medicação disponível, sala para coleta de exames laboratoriais e duas equipes do Estratégia Saúde da Família no local. Uma grande estrutura em saúde que se estende por outros quatro pontos da cidade. Um benefício direto perto da casa dos bajeenses, no centro e nas zonas leste, oeste, sul e norte.
Quanto ao nosso programa de pavimentação, 50 quilômetros em quatro anos, entendemos que ainda é pouco. Porque Bagé está atrasada nesse tema. A ideia é ir além, vamos lutar para isso. O pavimento é urgente e simbólico para a cidade que queremos.
Na área de ciência, tecnologia e inovação começamos a dar os primeiros passos, como o incentivo ao debate sobre esses importantes temas para o desenvolvimento de Bagé; iniciamos, agora, em agosto, o programa Praças Conectadas, com internet (wi-fi livre) em cinco praças; estamos inseridos no Programa Cidades Sustentáveis, e contamos com a inscrição de 31 projetos no Programa Empreende Bagé. Isso tudo quer dizer que trabalhamos com foco e seriamente para tornar realidade a cidade melhor de viver. Temos todas as condições para isso. Quem vem morar aqui se apaixona por Bagé. Ouço isso sempre. E se é assim, ao conseguirmos oferecer as devidas condições em infraestrutura, chegaremos onde queremos.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...