ANO: 26 | Nº: 6526
23/08/2017 Cidade

Plano Plurianual de Bagé foi apresentado em audiência pública na Câmara de Vereadores

Foto: Tiago Rolim de Moura

Ocasião contou com pouca participação do público
Ocasião contou com pouca participação do público

O Plano Plurianual (PPA) do município foi debatido, ontem, na Câmara de Vereadores. Representante da Secretaria Municipal de Gestão, Planejamento e Captação de Recursos, Pedro Caetano, coordenador de planejamento do município, apresentou o plano e respondeu os questionamentos feitos pelos edis e os cidadãos que acompanharam a audiência pública.
O PPA estabelece as diretrizes e metas a serem seguidas pela gestão municipal pelos próximos quatro anos, ou seja, até 2021. Segundo Caetano, a audiência pública é o momento de debater o que será feito pela Prefeitura de Bagé pelos próximos quatro anos junto à população, que fica a par das peças orçamentárias previstas. “Claro que esses valores são para referência, eles podem ser alterados”, destaca.
Além de detalhar os valores que serão aplicados em áreas como saúde e educação, o Plano Plurianual prevê quanto será investido em projetos e serviços específicos durante os próximos quatro anos. Alguns itens se destacaram entre o resumo apresentado na Câmara de Vereadores, ontem, como o valor total previsto para a merenda escolar até 2021 que é de R$ 3,4 milhões. Pelo menos R$ 336,4 mil devem ser investidos no transporte escolar.
A revitalização da bacia do Rio Negro também é prevista no plano, com total de R$ 1,283 milhões investidos até 2021. As obras de saneamento do município recebem investimento de R$ 3.004.000,00 durante os quatro anos, sendo R$ 3 milhões investidos já no próximo ano.
Uma das obras mais aguardadas pela população, a construção da barragem da Arvorezinha, também foi incluída no PPA, com previsão de investimento a partir de 2018, de R$ 19 milhões. Em 2019, o recurso cai para R$ 4,4 milhões, o mesmo valor previsto para 2020 e 2021, totalizando R$ 32,2 milhões ao final dos quatro anos.
Outra grande obra prevista no plano é a construção de um teatro municipal, com valor total de R$ 2,4 milhões. Os investimentos iniciam já no próximo ano, com o valor de R$ 618,7 milhões. O mesmo valor é previsto para os próximos três anos.
Outro destaque para o cenário histórico-cultural da cidade, a revitalização do Parque Forte de Santa Tecla, prevê investimento de R$ 4,4 milhões, com repasses anuais de R$ 1,1 milhão de 2018 a 2021.


Tramitação
A audiência cumpre uma etapa do processo de discussão do planejamento municipal. A proposta de lei, elaborada pelo governo municipal, depende da aprovação das comissões técnicas da Câmara de Vereadores para seguir ao plenário. O texto ainda não recebeu nenhuma emenda modificando as indicações do Executivo. Não existe data para votação, em plenário.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...