ANO: 25 | Nº: 6310
23/08/2017 Cidade

Ruibar Freitas segue na presidência do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência

Foto: Tiago Rolim de Moura

Ruibar Freitas é presidente do colegiado desde 2015
Ruibar Freitas é presidente do colegiado desde 2015

Em meio à Semana Nacional da Pessoa com Deficiência, a reunião para eleição e posse da nova diretoria do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência aconteceu na manhã de ontem, no Instituto Caminho da Luz. O encontro contou com a presença de representantes das entidades de assistência social e do poder público de Bagé, que foram os responsáveis pela aclamação do novo colegiado.
O vice-presidente do Instituto Caminho da Luz, Ruibar Freitas, foi reeleito para presidir o conselho até agosto de 2019, sendo o único membro da antiga gestão a permanecer no mesmo cargo. O restante da chapa é formado pela vice-presidente Cimone Gonzalez Halberstadt, primeiro secretário Luís Diego de Oliveira, segunda secretária Fabiana Borges Lemos, e primeira e segunda tesoureiras, Luciane da Rosa Pereira e Gládis Ferreira Dávila, respectivamente.
Os novos conselheiros aproveitaram a reunião para debater dois temas: as adequações do transporte público e a renovação dos convênios das entidades que lidam com pessoas com deficiência (Apae, Caminho da Luz e Associação dos Deficientes Visuais de Bagé). De acordo com o presidente, o conselho já marcou uma nova reunião para o dia 12 de setembro, no Instituto Caminho da Luz, em que serão convidadas autoridades do poder público para tratar dos assuntos.
As instituições aguardam uma definição do município para a elaboração de um termo que possibilite o repasse por parte do poder público. A última informação repassada às entidades é que a análise da documentação estaria na Secretaria Municipal de Economia, Finanças e Recursos Humanos. Ficou definido, na reunião, a tentativa de uma agenda com o prefeito Divaldo Lara, do PTB, para tratar sobre o assunto, e também uma consulta ao Ministério Público, a respeito da situação.
Conforme Freitas, o principal desafio é manter o conselho funcionando efetivamente com a participação de seus integrantes. "Precisamos dessa participação para desenvolver projetos relacionados a políticas públicas voltadas à pessoa com deficiência", reforça o presidente reeleito.
O Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência foi estabelecido pela lei municipal nº 4.512, de 2007. Entretanto, sua primeira formação se deu apenas em agosto de 2015. A função do grupo é auxiliar, propondo, orientando e coordenando diretrizes, políticas e ações públicas que assegurem e criem condições para autonomia, integração e participação da pessoa com deficiência no cotidiano, sem qualquer tipo de preconceito.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...