ANO: 25 | Nº: 6310
23/08/2017 Fogo cruzado

Secretaria busca parceria para abastecer indicadores do programa Cidades Sustentáveis

Foto: Divulgação

Chefe do IBGE, agência Bagé, Rubens José Brignol Guimarães, Bayard, coordenadora de subárea do senso agropecuário, Laiane Castro Lopes, e Becker
Chefe do IBGE, agência Bagé, Rubens José Brignol Guimarães, Bayard, coordenadora de subárea do senso agropecuário, Laiane Castro Lopes, e Becker

A Prefeitura de Bagé, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, realizou uma parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), para abastecer os indicadores do programa Cidades Sustentáveis.
De acordo com o titular da pasta, Bayard Paschoa Pereira, o acesso aos dados do IBGE aproxima a plataforma da realidade do município. “Esse é um movimento inédito, que vai permitir a profissionalização da gestão. Os dados que preenchemos no Cidades Sustentáveis estão acessíveis à população, atendendo aos princípios de transparência e calibrando as políticas públicas que a população precisa”, destaca.
O diretor de tecnologia e inovação da secretaria, Cristian Becker, explica que o programa Cidades Sustentáveis é uma plataforma que oferece aos gestores públicos uma agenda de sustentabilidade urbana, um conjunto de indicadores associados a esta agenda e um banco de boas práticas, com casos de projetos nacionais e internacionais, que servem como referências para os municípios participantes. “Nós observamos, no Brasil, muitos municípios com gestões intuitivas. O objetivo deste programa é criar práticas sustentáveis em Bagé, a partir das necessidades apontadas nos indicadores. Por isso, quanto mais fiéis forem os dados e mais seguras suas fontes, mais poderemos desenvolver o município através de projetos que realmente ofereçam o que a população precisa”, ressalta.
Durante o ano, serão lançados, na plataforma Cidades Sustentáveis, os dados do governo dos anos 2013 a 2016. A partir de 2018, entrarão os dados da atual gestão, até o ano de 2020. “Quanto mais precisas nossas informações sobre o histórico anterior, melhor estaremos preparados para começar a lançar os dados da nova administração. A parceria com o IBGE vai fortalecer o trabalho que estamos executando na secretaria”, afirma.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...