ANO: 24 | Nº: 6432
02/09/2017 Cidade

Exposição em Porto Alegre exibe obras de Pedro e Ernesto Wayne

Foto: Divulgação

Mostra conta com os livros originais dos escritores
Mostra conta com os livros originais dos escritores

A exposição “Wayne em Bagé - Pai e Filho”, em homenagem aos escritores Pedro Wayne e Ernesto Wayne, será aberta neste sábado, no hall de entrada do Instituto Estadual do Livro, em Porto Alegre. A mostra é realizada pelo Museu Dom Diogo de Souza, mantido pela Fundação Attila Taborda/Urcamp, sobe curadoria de Carmen Barros e Maria Luíza Pêgas.
A exposição ficará aberta para visitação até o dia 1º de novembro. Estarão expostas 21 peças do acervo do Museu Dom Diogo de Souza, entre cartas, fotografias, jornais, livros originais e rascunhos de ambos os escritores que fazem parte da história e cultura bajeense.
Segundo a diretora do Instituto Estadual do Livro, Patrícia Langois, a instituição se sente honrada em acolher temporariamente o material de dois escritores que contribuíram tanto para a história da Literatura  Gaúcha. “Desejamos que estes laços  com Bagé,  através  do Museu Dom Diogo e da Fat/Urcamp, permaneçam para que possamos continuar  promovendo a literatura cada vez mais”, declara.                        
Pedro Wayne nasceu em Salvador, na Bahia, em 1904. Ele veio para o Rio Grande do Sul com os pais, com apenas quatro anos de idade. Poeta, romancista e jornalista, foi figura de real destaque nas letras não só de Bagé, mas repercutindo nacionalmente. Como escritor, se projetou na literatura nacional com que seu primeiro livro “Xarqueada”. Escreveu, ainda, as bem recebidas obras “Almas Penadas” e “Lagoa da Música”, entre outros.
Ernesto Wayne nasceu em Bagé. Foi jornalista, poeta, professor, ensaísta e mestre em Letras pela Universidade Federal de Santa Maria. O filho de Pedro Wayne atuou por vários anos na Universidade da Região da Campanha (Urcamp) e na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Em 1945, foi um dos fundadores do famoso Grupo de Bagé, movimento artístico que reuniu artistas e intelectuais como os pintores Glauco Rodrigues e Carlos Scliar.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...