ANO: 25 | Nº: 6312
04/09/2017 Campo e Negócios

Freio Jovem encerra programação da ABCCC na Expointer

Foto: Divulgação/ABCCC

Ramiro Moura foi campeão na categoria juvenil
Ramiro Moura foi campeão na categoria juvenil

O forte calor não afastou o público que prestigiou a Final Nacional do Freio Jovem do ciclo 2017, ocorrida no sábado, 2, na Expointer, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. A prova, organizada pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), registrou alto nível entre os participantes. Oito categorias foram premiadas. A novidade foi o aumento no número de vagas para a final das categorias infantis (infantil A e B, feminino e masculino), que passou de oito para 12. Dois representantes da região subiram ao pódio.
Nas categorias infantis feminina A e B, as vencedoras foram as ginetes Racheli Bertuol da Silva, montando Amore da Racheli, da Cabanha da Racheli, de Caxias do Sul, e Júlia Ebersol Ávila, guiando Butiá Entrevero, da Cabanha Potreador, de Canguçu, respectivamente. Na categoria infantil masculina A, o campeão foi Francisco Cachapuz Moglia, montando Cambraia Cala Bassa, da Cabanha Cala Bassa, de Aceguá, e na infantil masculina B, o vencedor foi Abel Dourado Neto, guiando Butiã Quincas da Cabanha Sia'Dona, de Canguçu.
Na categoria juvenil feminina, a ginete vencedora foi Luiza Lopes, montando Pagos Hija Buena, do CT Charles Lopes, de Santa Cruz do Sul. E na categoria juvenil masculina, o campeão foi Ramiro Moura, guiando Renda Linda do Kavaju Porã, da Cabanha São Francisco, também localizada na Campanha gaúcha. Na categoria aspirante feminina, o primeiro lugar ficou com Fernanda Maggi, conduzindo Força Total Liberal, da Estância Aurora, de Uruguaiana. Na categoria aspirante masculino, a primeira colocação ficou com o ginete Otavio Augusto, montando BT Batuque da Cabanha 2M, de Novo Hamburgo.
Na avaliação do coordenador da subcomissão do Freio Jovem, Felipe Boratto, a competição é muito importante para o futuro da raça, que conta com a participação dos jovens. Para ele, a disputa é uma oportunidade de visualizarmos novos ginetes, expositores e criadores, que servem de orgulho para a cultura. “Nós ficamos muito orgulhosos pelo nível de prova dos jovens e o comprometimento deles para estarem se apresentando aqui nestes dias, deixando muitas vezes outros compromissos de lado”, afirma.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...