ANO: 25 | Nº: 6330
05/09/2017 Editorial

Passo importante

O plano estadual de saneamento lançado ontem pelo governo do Estado promete levar o debate sobre o desenvolvimento do setor a um novo patamar. Pelos próximos dois anos, o planejamento, que será coordenado pela Secretaria de Obras, vai contemplar quatro eixos fundamentais. A discussão envolve soluções sobre abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza urbana e drenagem de águas pluviais. Problemas que acometem as cidades e também precisam ser enfrentados pela prefeitura.
Em nível regional, Aceguá e Candiota já avançaram neste processo. Bagé e Hulha Negra estão em fase de elaboração de seus planos. O prazo para conclusão das leis municipais encerra no dia 31 de dezembro, mas o trabalho não pode ser acelerado. Os diagnósticos, como foi destacado pelo Jornal MINUANO, em reportagem publicada na edição do dia 26 de agosto, são etapas cruciais, por isso devem ser feitos com calma.
O plano será dividido pelas 25 bacias hidrográficas, para identificar as regiões mais críticas e a necessidade de investimentos em cada área a partir de estudos técnicos e de consulta à população. Neste sentido, as medidas abrangem a Campanha gaúcha através do Rio Negro e do Rio Camaquã. As deliberações, portanto, devem ser acompanhadas de perto, principalmente por que representam os primeiros passos para a resolução de problemas históricos.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...