ANO: 23 | Nº: 5741

Divaldo Lara

divaldolara@gmail.com
Prefeito de Bagé
11/09/2017 Divaldo Lara (Opinião)

Mélanie Granier. Uma escola da Prefeitura de Bagé

Mélanie Granier foi uma das mais importantes professoras da História de Bagé. Lecionou por 64 anos. Entrou para o Magistério em 1894, nomeada pelo governador do Estado, Júlio de Castilhos. Em 1911, fundou o Colégio Perseverança, nome em homenagem à escola onde havia estudado. A intenção da professora era manter a memória da Educação no município.

Em 1970, Perserverança passou à Escola Professora Mélanie Granier, após 18 anos de seu falecimento. Nesse período, foi dirigida por sua sobrinha, Maria Amaral, que, em 1973,  transferiu o educandário para a Igreja Episcopal Anglicana.

Esse início de resumo histórico da coluna de hoje tem um grande motivo: o nosso município, na véspera de um bonito desfile cívico de 7 de Setembro, manteve a tradição de preservar as mais bonitas memórias de Bagé, anunciando que o“Instituto Anglicano Mélanie Granier”, fechado no início deste ano, volta a abrir suas portas como Centro Municipal de Educação sob a gestão da prefeitura. A estrutura abrangerá a Escola Municipal de Educação Infantil Marianinha Lopes e a Corujinha Creche Noturna.

E não para por aí.

Programas e projetos educacionais envolvendo esporte, dança, música, informática e línguas também farão parte do novo Mélanie. As crianças de outras escolas de Educação Infantil do município estarão inseridas nessas práticas esportivas, artísticas e técnicas.

A mudança para o prédio deve ocorrer em um mês e isso significa mais vagas para meninos e meninas de zero a cinco anos durante o dia e para a recreação à noite.

Considero uma vitória para Bagé e para a Educação a retomada do Mélanie.  Fico feliz de poder anunciar uma ação tão importante em nosso primeiro ano de governo. Educação é investimento, é prioridade, é certeza de melhores dias, de um futuro com mais perspectivas de dar certo.

O Centro Municipal de Educação terá a missão de permitir um  aprendizado de mais liberdade e responsabilidade, em que a criança confere a si a autonomia do saber e de autodisciplina. É uma nova linha de ação, de quem percebe como se aprende, de entender seus limites e tentar superá-los.

O objetivo da secretária Adriana Lara é oferecer 328 vagas no Mélanie Granier no próximo ano.  Hoje, a Marianinha Lopes disponibiliza 170 vagas. É um aumento considerável.

Será com muita satisfação que ao passar pela Flores da Cunha veja de um lado da rua um hospital que ajudamos na sua reabertura e de outro, uma escola que mantém viva sua memória na educação de Bagé.  

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...