ANO: 24 | Nº: 6013
15/09/2017 Cidade

Governo do Estado vai vender unidade da Cesa em Bagé

Foto: Arquivo JM

Complexo foi avaliado em R$ 4,5 milhões
Complexo foi avaliado em R$ 4,5 milhões

O governo do Estado publicou, ontem, o edital de venda da unidade de Bagé da Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa). Desde março deste ano, a estrutura atendia a produtores locais, através de uma parceria público-privada.
O edital de concorrência é do tipo melhor preço. Os envelopes com as propostas serão abertos no dia 23 de outubro. As unidades de Passo Fundo, São Gabriel, Palmeira das Missões, Erechim e Cachoeira do Sul, segundo Lúcio do Prado, diretor da Cesa, também serão vendidas.
O valor estimado do complexo de Bagé é de R$ 4,5 milhões. A estrutura tem capacidade de armazenagem de 20 mil toneladas. Prado explica que o valor obtido com a venda será utilizado para saldar um passivo trabalhista de mais de R$ 200 milhões. “Infelizmente temos um passivo alto e precisamos vender unidades”, justifica.
A parceria com as duas empresas da região, Cerealista Coradini e Probajé Sementes, foi uma forma encontrada pela direção da companhia para dar uma sobrevida à unidade, já que as empresas ficaram responsáveis pela manutenção do complexo durante este período. Os convênios tinham datas diferentes para encerrar. Com a Probajé, o prazo previsto era até o final do mês passado.
Com a Cerealista Coradini, havia sido acordado um prazo de 12 meses, que encerraria em março de 2018. Com a necessidade urgente de licitação da estrutura, a parceria finda ainda este mês. “A parceria deu certo, sim, foi muito positiva. Mas não queremos e não podemos ser irresponsáveis com o patrimônio público, tampouco com os produtores que movem a economia. Queremos fazer uma sucessão da Cesa para alguém que vá dar continuidade às operações atendendo os produtores de Bagé e região”, destaca.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...