ANO: 25 | Nº: 6280
27/09/2017 Cidade

Ápice Securitizadora assume controle do City Hotel

Foto: Tiago Rolim de Moura

Empresa fechou as portas no final de semana
Empresa fechou as portas no final de semana

Por determinação judicial, a Ápice Securitizadora, administradora de fundos de pensão, assumiu, ontem, a posse do City Hotel de Bagé. A empresa do ramo hoteleiro integrava, desde 2013, o M.Grupo, que, na semana passada, teve falência confirmada pela 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado.
Para a Zero Hora, o advogado Ricardo Jobim, representante da Ápice, afirmou que a administradora assumiu a posse do hotel que atuava há 53 anos em Bagé, ‘sem a menor condição de funcionamento’. Ele destacou, porém, que a Ápice dará a destinação que o imóvel merece, com grandes chances de se manter no mesmo ramo.


Reintegração

Entre 2013 e 2014, a Ápice emprestou cerca de R$ 200 milhões ao M.Grupo, para investir em shoppings nos municípios de Gravataí, Santa Cruz do Sul e Xangri-Lá, parte dos shoppings de Bento Gonçalves (40%) e Lajeado (30%) e no City Hotel, instalado na avenida Sete de Setembro, em Bagé. A dívida seria quitada com o aluguel de salas e de quartos no hotel, mas o M.Grupo não cumpriu o pagamento.
No caso do empreendimento bajeense, como existia alienação fiduciária do imóvel (que consiste na transferência feita por um devedor ao credor de propriedade resolúvel e da posse indireta de um bem móvel infungível ou de um bem imóvel, como garantia de seu débito), a 1ª Vara Cível de Bagé determinou a reintegração de posse à securitizadora. Os 26 funcionários, porém, foram informados sobre demissões na sexta-feira.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...