ANO: 25 | Nº: 6400
29/09/2017 Segurança

Vereadores assinam moção de repúdio a condenação de policial militar

Os vereadores de Bagé assinaram uma moção de repúdio à condenação do policial militar Alexandre Curto dos Santos. A posição, que foi apresentada pelo vereador Antenor Teixeira, do PP, e assinada por todos os parlamentares, deve ser encaminhada ao judiciário. “Queremos a revisão da condenação, pois o sargento estava representando o poder judiciário para atuar numa reintegração de posse”, justifica.
O bajeense foi condenado a 12 anos de reclusão (em regime fechado) e perda do cargo, pela morte de um integrante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). O crime aconteceu em 2009, durante uma operação de reintegração de posse em São Gabriel.
Teixeira destaca que associações rurais de todo Estado, inclusive a Associação e Sindicato Rural de Bagé, estão mobilizadas para que seja feita a revisão da sentença. “Um advogado criminalista e ofereceu para defendê-lo”, completou.
A medida também é pleiteada através de uma petição pública. A ideia, que partiu do ex-policial temporário, Marcos Kelsch, é pressionar o judiciário para que Curto responda em liberdade a fase de recursos. Hoje haverá uma caminhada, em Bagé, a partir das 17h30min, com saída da Praça de Esportes até a Catedral de São Sebastião.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...