ANO: 24 | Nº: 8084
30/09/2017 Campo e Negócios

Seapi passa a analisar ácido cítrico de vinhos exportados para Alemanha

Foto: Divulgação

Laboratório funciona em Caxias do Sul
Laboratório funciona em Caxias do Sul

Para cumprir uma exigência da Alemanha, o Laboratório de Referência Enológica (Laren) da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi) do Rio Grande do Sul passará a analisar também o ácido cítrico dos vinhos brasileiros exportados para o país europeu. A extensão do escopo foi autorizada na quinta-feira, 28, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). “O Laren é o único no Brasil credenciado a realizar essa análise”, explica a engenheira agrônoma e fiscal estadual agropecuário da Seapi, Fabíola Lopes. A também chefe da Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal do Departamento de Defesa Agropecuária da Secretaria esclarece que o Laren, que fica em Caxias do Sul, realiza análises de vinhos para diversos países, mas, desde janeiro deste ano, a Alemanha passou a exigir mais esse estudo.
Segundo o coordenador-geral do Laboratório, Plínio Manosso, o ácido cítrico é um dos ácidos orgânicos presentes naturalmente no vinho, junto com os ácidos tartárico (encontrado em maior quantidade), málico, lático e succínico. “Alguns países da União Europeia exigem a sua quantificação, pois ele pode ser adicionado artificialmente com intuito de fraude. A partir dessa exigência, vinhos brasileiros exportados para a Alemanha, por exemplo, têm que apresentar no certificado de análise também a quantificação do ácido cítrico presente”, enfatiza.


Sobre o Laren

Inaugurado em dezembro de 2001, o Laboratório de Referência Enológica (Laren) é responsável pelas análises físico-químicas em vinhos e derivados da uva e do vinho. É mantido com recursos do Fundo de Desenvolvimento da Vitivinicultura do Estado do Rio Grande do Sul (Fundovitis) e tem parceria com o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin). O laboratório possui uma estrutura completa com equipamentos modernos de última geração para análises, controle e fiscalização em vinhos e derivados, bem como para análises de prestação de serviço e pesquisa, sendo credenciado junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e acreditado pelo Inmetro.
Análises realizadas pelo Laren: exame organoléptico, densidade, extrato seco, cinzas, grau alcoólico, açúcares totais, acidez total, acidez volátil, pH, sulfatos, anidrido sulfuroso total, cloretos, corantes, edulcorantes sintéticos, diglicosídeo de malvidina, isótopos estáveis de carbono, água exógena (razão isotópica do oxigênio), entre outras.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...