ANO: 25 | Nº: 6335
11/10/2017 Cidade

Azul pode definir futuro dos voos em Bagé dentro de 15 dias

Foto: Tiago Rolim de Moura

Aeronave chegou às 13h30min em Bagé
Aeronave chegou às 13h30min em Bagé

A Azul tem prazo para definir o rumo do projeto que pode viabilizar a retomada dos voos comerciais no Aeroporto Internacional Comandante Gustavo Kraemer, administrado pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) em Bagé. “Em até 15 dias teremos uma resposta para o município”, adiantou o diretor da companhia, Ronaldo Veras, durante reunião, ontem, com lideranças empresariais e políticas da região, que articulam a criação de uma linha regular para Porto Alegre.
Representações de Pinheiro Machado, Lavras do Sul, Dom Pedrito, Hulha Negra e Bagé participaram da reunião, realizada na prefeitura, com o executivo da empresa. Durante a agenda, o governo apresentou as potencialidades da região através de um vídeo. A produção, aliás, abordou a criação de cavalos Puro Sangue Inglês e a produção de vinhos. A reitora da Universidade da Região da Campanha (Urcamp), Lia Quintana, participou do encontro.

O prefeito de Bagé, Divaldo Lara, do PTB, também entregou uma espécie de dossiê a Veras, detalhando aspectos econômicos das denominadas vocações regionais. O petebista informou que, diariamente, sete ônibus partem de Bagé para Porto Alegre, transportando 350 pessoas. “Temos demanda e estamos prontos para essa parceria”, definiu.
O secretário estadual de Transportes, Pedro Westphalen, um dos principais articuladores da reunião, salientou que o encontro representa um grande passo para que a vinda da empresa seja concretizada. Ele destacou o empenho das lideranças políticas e institucionais, que, na sua visão, mostram a organização da Campanha gaúcha.
Veras salientou que se sentiu honrado pela recepção. Ele destacou que nunca havia presenciado uma mobilização desta proporção em nível regional. O executivo disse que ainda faltam alguns detalhes para serem avaliados e que serão necessários estudos para avaliar a viabilidade técnica, bem como a disponibilidade de aeronaves. Este processo, que é crucial para a decisão da companhia, deve ser concluído ainda em outubro.


Recepção
A retomada dos voos comerciais é uma das bandeiras do governo municipal e a administração não poupou esforços na recepção ao representante da Azul. Veras chegou a Bagé por volta de 13h30min, acompanhado pelo deputado estadual Luís Augusto Lara, do PTB, e pelo  secretário estadual de Transportes, Pedro Westphalen, em um helicóptero. O prefeito e o superintendente do aeroporto, Jesus Heron Cougo, recepcionaram a comitiva na pista, iniciando uma espécie de roteiro traçado pelo Executivo.
O governo municipal disponibilizou um carro oficial para o percurso até o centro. O Ford Landau, fabricado em 1972, tradicionalmente utilizado para o transporte de autoridades até a década de 1980, hoje só é usado em ocasiões especiais. O veículo era o preferido do general Emílio Garrastazu Médici, que governou o Brasil entre 1969 e 1974, durante a ditadura militar. Cartazes com a frase ‘Bagé Precisa Voar; Azul Vamos Juntos?’, foram espalhados pelo trajeto do terminal à prefeitura.


Infraestrutura
O terminal bajeense operou voos regulares por mais de 18 anos. As operações com vendas de passagens funcionaram até 1998. Atualmente, o aeroporto recebe cerca de 60 aeronaves de táxi aéreos, jatos executivos e helicópteros. Do ponto de vista estrutural, pequenos ajustes podem viabilizar a retomada das operações comerciais.


Atuando no interior
As particularidades de um mercado de interior, a exemplo do cenário bajeense, não são novidades para a Azul. A empresa opera voos comerciais em Uruguaiana, que tem 116 mil habitantes, e em Santo Ângelo, que tem pouco mais 78,9 mil habitantes.
Na cidade da região Noroeste, desde julho a companhia oferece voos às segundas, quartas, sextas-feiras e aos domingo. A aeronave responsável pelo trajeto (turboélice ATR 72-600) oferece 70 assentos. O voo até Porto Alegre tem duração de pouco mais de uma hora.
Os destinos servidos pela empresa, em solo gaúcho, incluem, ainda, Caxias do Sul, Pelotas, Santa Maria e Passo Fundo. Diariamente, a companhia aérea opera aproximadamente 40 voos no Rio Grande do Sul.


Sobre a Azul

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras S.A. foi fundada e homologada em 2008. A empresa conta, atualmente, com a maior malha aérea do País, atendendo mais de 100 destinos, com 792 decolagens diárias. A companhia também oferece voos diretos para os Estados Unidos e Portugal, operando com as aeronaves A330. A empresa defende a missão de estimular o tráfego aéreo e dinamizar a economia brasileira por meio de uma equação tão simples de entender quanto difícil de imitar: preços baixos com alta qualidade de serviços.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...